O País – A verdade como notícia

Moztech: inovadores sugerem expansão de novos serviços bancários para zonas rurais

Foto: O Pais

Os inovadores defenderam, na última sexta-feira, que o país deve capitalizar mais a transformação digital e conseguir alcançar mais usuários dos serviços bancários móveis. Mas, para tal, é necessário que haja um aplicativo que garanta o acesso ao sistema mesmo com baixa rede móvel.

O avanço tecnológico no mundo reduziu a necessidade de as pessoas se fazerem aos balcões bancários físicos para obter diferentes serviços. Painelistas do tema Soluções Mobile e Automação Robótica, na oitava edição da MozTech, defenderam a necessidade de incluir os grupos que se encontram nas regiões, onde o acesso aos sistemas bancários é fraco devido às dificuldades para usar a rede móvel.

“A solução mobile nasce de uma necessidade de expandir os novos serviços bancários para as zonas rurais, onde as pessoas não favorecem de boa rede móvel, por isso devemos garantir esses serviços no modo offline sincronizando, capturando e validando dados acima de tudo para qualquer área que tenha necessidade de angariar novos clientes e subscrever novos produtos”, disse o director de transformação da Habber Tec, Jorge Flório.

Para o CEO da Habber Tec, os desafios que Moçambique enfrenta sugerem, ao mesmo tempo, vantagens, sobretudo tendo em conta o poder das tecnologias para a satisfação das necessidades do mundo.

“Aqui, podemos aplicar muitas tecnologias inovadoras de uma forma completamente pura, porque já temos o problema central generalizado e, assim, facilita no processo da solução” frisou Fernando Arecibia, fundador e CEO da Habber Tec.

Para além dos serviços mobile, também fazem parte da transformação digital todos os intervenientes que se propõem a facilitar mais as actividades do ser humano, recorrendo à automação robótica.

“Nas tarefas que envolvem emoções, os robôs chegam a ser uma mais-valia em qualquer tipo de tarefa e essa é actual grande moda na área das tecnologias de informação, ou seja, o mundo está a começar a depender dos robôs, o que não apresenta nenhum problema e, pelo contrário, evita acidente face à actual situação pandémica”, disse Maria Pinto, Software channel leader da IBM

Os painelistas, que falavam no último dia da maior feira digital de Moçambique, MozTech, afirmaram que os problemas de Moçambique representam a demanda mundial e a tecnologia vem para responder a estas necessidades.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos