O País – A verdade como notícia

Movitel quer incentivar processo de transformação digital no país

Incentivar o pensamento focado na transformação digital com base na realidade moçambicana é a aposta da Movitel na nona edição da Moztech, para qual também traz exposição dos seus serviços e produtos.

A Movitel é uma operadora de telecomunicações móveis que opera no país desde 2012, com sede na Cidade de Maputo. Possui 13 filiais distribuídas pelas 11 províncias, 157 centros distritais e conta com mais de 1.500 trabalhadores directos.

Conhecida por dispor de serviços de internet com alta velocidade, a Movitel está, mais uma vez, na lista dos participantes da feira tecnológica Moztech. E não podia ser diferente, a empresa quer, através da Moztech, despertar a sociedade moçambicana sobre a importância da transformação digital,

“A nossa expectativa como sempre e como temos vindo a dizer nas edições anteriores é trazer o nosso contributo para o país. Estamos a falar aqui do contributo tecnológico que a Movitel traz numa perspectiva de inclusão digital. E, como sabemos, estamos numa era digital e temos que garantir que, com os serviços e produtos que trazemos, garantimos inclusão digital para toda a sociedade moçambicana”, disse Helder Cassimo, director de Marketing e Comunicação da Movitel.

Hélder Cassimo considera que, tal como em outras edições, esta feira tecnológica tem grande contributo para o país em diferentes vetores.

“Sem dúvidas, traz uma grande valia para o país. Vem abrir portas para todos stakeholders apresentarem aquilo que são as suas acções, as suas actividdes, o seu contributo para o país e também vem facilitar o conhecimento ao público e aos diferentes grupos de interesse, que precisem ou necessitem desses serviços inovadores, que são trazidos por esses participantes da feira”, frisou.

No momento em que a transformação digital se configura como uma realidade no mundo em geral, e no país em particular, a fonte destaca ser fundamental envidar mais esforços nas estratégias de divulgação de tudo que facilite a sociedade a inteirar-se nesta dinâmica.

“Há várias formas de continuarmos a fazer com que o público saiba que isto é uma realidade. Os principais factores a considerar é a questão da expansão da infra-estrutura, como forma de facilitar o acesso às tecnologias digitais. Contudo, tendo infra-estrutura disponível em todo o território nacional, conseguimos obviamente garantir que todos tenham acesso às novas tecnologias e, consequentemente, garantirmos que a digitalização atinja todo público moçambicano”, disse.

E é por isso mesmo que Hélder Cassimo considera oportuna a participação da Movitel nesta que é a maior feira tecnológica do país.

“Como uma empresa de sector de comunicações, nós viemos trazer mais-valia ao país, sobretudo para garantir que o público-alvo que atendemos tenha conhecimento dos serviços inovadores que trazemos para o mercado, sobretudo fazer com que os participantes da feira tenham conhecimento e adiram também a esses diferentes serviços. E também é uma forma de estimular a questão da digitalização, a questão da migração digital e, sobretudo, a questão da inclusão para as comunidades moçambicanas”, perspectivou.

Para além de debates, a nona edição da Moztech servirá como um espaço para exposição de ideias, produtos e serviços dos participantes.

A presente edição tem a particularidade de ser a primeira com presença física de espectadores e expositores, depois da interrupção, entre 2020 e 2021, devido às restrições impostas no âmbito da prevenção e combate à pandemia da COVID-19.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos