O País – A verdade como notícia

Moro descredibiliza investigações ao ex-PR brasileiro Fernando Cardoso

O actual ministro da justiça, Sérgio Moro, descredibilizou as investigações ao ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardosos por não querer proteger alguém cujo apoio é importante.

Moro trocou mensagens com o procurador Deltan Dallagnol, em que afirmava que os indícios de irregularidades envolvendo Fernando Cardoso eram muito fracos, sugerindo que o suposto crime já estaria prescrito.

"Acho questionável pois melindrar alguém cujo apoio é importante", escreveu Moro.

Já o procurador Dallagnol disse que o envio das investigações para São Paulo, teria sido propositado, com o intuito de transmitir uma percepção pública de imparcialidade.
 
Em causa estavam investigações de "caixa dois", ou seja, recursos financeiros não contabilizados e não declarados por Fernando Henrique Cardoso aos órgãos de fiscalização competentes do Poder Executivo.

"O Brasil precisa de transparência. A Lava Jato está colaborando no sentido de colocar as cartas na mesa", afirmou Cardoso.

O The Intercept afirma que o antigo Presidente Fernando Henrique Cardoso foi citado na Operação Lava Jato pelo menos nove vezes, acrescentando que caso fossem investigados e comprovados, nem todos os possíveis crimes cometidos pelo ex-mandatário estariam prescritos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos