O País – A verdade como notícia

Moradores de Matlemele constroem posto policial… mas sem agentes

Moradores de Matlemele, na Matola juntaram dinheiro e construíram uma infra-estrutura para funcionar o Posto Policial para contribuir no combate à criminalidade. Entretanto a alegada demora na afetação de agentes está a causar preocupação na comunidade. E a PRM diz estar ainda a avaliar a infra-estrutura para decidir se vai ou não mandar agentes.

Matlemele é um dos bairros em expansão na Autarquia da Matola, província de Maputo. Vivem naquele bairro muitas pessoas, sobretudo jovens que lá construíram e constituíram seus lares. Enquanto o bairro cresce, aumenta também a criminalidade segundo depoimentos dos residentes que esta segunda-feira falaram à reportagem do Jornal ” O País”.

Esperança Canda é uma das jovens que reside no bairro de Matlemele, tem na venda informal a sua renda. Enquanto empurra a carrinha contendo frutas e legumes teme sempre pela sua segurança visto que os criminosos andam à solta. Ela disse em entrevista ao “O País” que enquanto o posto não funcionar a insegurança vai continuar a reinar. “Faço este trabalho, exerço na estrada, ainda posso encontrar pessoas me interceptarem e levarem o pouco que tenho mas com o posto policial as coisas vão ficar bem.”

A infra-estrutura erguida pelos moradores, à beira da estrada circular de Maputo, do lado direito para quem segue no sentido Zimpeto Matola Gare é para servir como posto policial, Já tem água canalizada e energia elétrica.

Não foi revelado o montante evolvido que resultou da angariação dos moradores.

Ricardo Michaque e Luís Uamba são jovens que têm suas residências naquele bairro, contam que os roubos são frequentes incluindo assaltos. ” O roubo já tornou-se normal aqui na zona porque não se rouba mais de noite, mesmo de dia rouba-se. Então nos esperamos que o posto abra porque esta numa zona sem nenhum posto próximo” Disse Ricardo que diz não entender o porque de um ano depois da construção do posto policial não haver a afetação dos homens da lei e ordem.

Luís chegou a esfregara as mãos de alegria quando testemunhou o levantar das paredes. A alegria de ontem transformou-se em tristeza, o que resta segundo Luís e só esperar. “Nós quando vimos a construção ficamos muito felizes, mas até agora ouvi dizer que era para ser aberto no dia 1 Maio mas ate agora ainda esta assim não sei os porquês”.

O Comando Provincial da PRM em Maputo, através do seu Porta-voz, Juarce Martins explicou que decorrem neste momento trabalhos de avaliação e qualificação da referida infraestrutura para se apurar se reúne ou não condições para o funcionamento da polícia. Enquanto isso a comunidade de Matlemele vai contando com a sorte divina para se proteger dos criminosos que fazem vitimas em plena luz do dia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos