O País – A verdade como notícia

Moçambique tem oito projectos de investigação científica sobre COVID-19

A informação foi prestada a jornalistas, na Zambézia, pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, que também informou que, em Setembro deste ano, o país vai realizar, na província de Gaza, a Conferência Internacional de Investigação Científica.

Numa altura em que o país é assolado pela terceira vaga da pandemia do Coronavírus, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior defende que esta é a altura de as academias, em todo o país, começarem a produzir conhecimento sobre a doença, tendo em conta a realidade moçambicana.

Daniel Nivagara refere que o ministério que dirige dispõe de uma iniciativa designada “Fundo Nacional de Investigação”, que conta com uma média de oito projectos virados, justamente, para questões inerentes à COVID-19.

“Nós temos vários pesquisadores no país que já estão a fazer as suas pesquisas sobre a COVID-19; no caso do nosso ministério, temos o Fundo Nacional de Investigação e existem pelo menos oito projectos de investigação relacionados com a área da COVID-19 já em curso”, disse o ministro.

Nivagara referiu, igualmente, que “tendo, nós, iniciativas de investigação científica e de ensino superior, é altura de dizer aos nossos pesquisadores que devem encontrar, na situação da COVID-19, uma oportunidade de objecto de investigação para que, a partir daí, possamos produzir conhecimento, tendo em conta a realidade dos moçambicanos”.

O ministro informou que o Fundo Nacional de Investigação já está a cumprir o seu papel que é financiar pesquisas e inovações científicas.

“Neste momento, os pesquisadores estão no terreno a fazer o seu trabalho, daí que, em Setembro do ano em curso, vamos ter, na província de Gaza, uma Conferência Internacional de Investigação Científica, na qual serão apresentados os resultados de pesquisas financiadas pelo Fundo Nacional de Investigação”, disse o governante, sem avançar, no entanto, os financiamentos envolvidos nos trabalhos em curso.

Paralelamente a isso, o ministro disse que vários pesquisadores, a título individual, estão a desenvolver os seus trabalhos para compreender e analisar o impacto da COVID-19 na Educação e, a partir disso, sugerir propostas de como lidar com a pandemia e desenhar estratégias de equilibrar a saúde e a economia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos