O País – A verdade como notícia

Moçambique tem mais dez casos positivos de COVID-19

Subiu de 146 para 156, o número de casos positivos da COVID-19 no país, de terça-feira para quarta-feira. Entre os infectados, há uma criança e dois adolescentes.

É caso para dizer que a pandemia da COVID-19 está a ganhar terreno a cada dia que passa em Moçambique. Está a propaga-se rápido, não escolhe cor da pele, sexo, nem idade. Ainda assim, a doença é ignorada por muitas pessoas e desconhecida por outras. De terça para quarta-feira, o país atingiu o terceiro maior pico de novas infecções, com registo de 10 casos positivos.

Por não ter dó, nem piedade, a doença até está a atingir muitas crianças e alguns adolescentes em algumas províncias do país, diga-se, inocentes e que ainda, se calhar, nem perceberam o real perigo desta doença.

“Na cidade de Maputo, temos um indivíduo do sexo masculino, na faixa etária entre 25-34 anos de idade que é resultado do controlo do caso regressado de Afungi; Na Província de Maputo, cidade da Matola, temos seis indivíduos, sendo quatro do sexo masculino e dois do sexo feminino.

Destes, um é menor de 5 anos de idade, um está na faixa etária de 5-14 anos, um na faixa etária de 15-24 anos, dois na faixa etária de 25-34 anos e um na faixa etária de 35-44 anos de idade”, referiu a Directora Nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, durante a habitual conferência de imprensa do Ministério da Saúde que actualiza os dados da COVID-19.  

Já no distrito de Boane, as autoridades da saúde registaram, de terça para quarta-feira, um caso positivo da doença. Trata-se de um indivíduo do sexo masculino, na faixa etária de 25-34 anos de idade. E na província de Maputo, foi registado um caso de COVID-19 de uma pessoa do sexo feminino, na faixa etária de 25-34 anos de idade.

Por fim, na província de Gaza, cidade de Xai-Xai, há um indivíduo do sexo feminino com o novo Coronavírus, na faixa etária de 45-59 anos de idade.

Importa lembrar que passam 60 dias e um total de 156 pessoas já testaram positivo para COVID-19 no país e até aqui, apenas 48 é que ficaram totalmente recuperadas. 

Há quem pense que a doença ainda não bateu a sua porta, mas como ter a certeza, se para alguns os sintomas são visíveis e para outros não.

“Sobre os casos novos hoje (quarta-feira) reportados, queremos partilhar que temos dez indivíduos de nacionalidade moçambicana dos quais, nove com sintomatologia leve a moderada e um sem sintomas”, disse a Directora Nacional de Saúde Pública.

De caso em caso, a doença já é hoje uma epidemia no país por possuir cadeias de contaminação em algumas das 8 províncias que já registaram infecções. 

Segundo o Ministério da Saúde, Cabo Delgado lidera a lista de casos positivos já registados no país com 85, segue a Cidade de Maputo com 38, depois vem a Província de Maputo com 20 casos, Sofala já tem 8, Inhambane conta com 2 e por fim, Tete, Manica e Gaza juntam-se ao grupo com 1 caso cada.

Dos casos positivos da COVID-19 registados no país, actualmente, o país conta com 122 de transmissão local e 34 importados.

No continente africano, em termos de óbitos, há registo de um número cumulativo de 2.912 óbitos da COVID-19, dos quais 78 de terça-feira para quarta-feira. E em termos de recuperados, segundo dados revelados pelo Ministério da Saúde moçambicano nesta quarta-feira, África tem 35.808 pessoas, das quais, 1.945 de quarta à quinta-feira.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos