O País – A verdade como notícia

Moçambique tem capacidade empreendedora para ser marca continental

O segundo dia do Mozefo Young Leaders arrancou com a intervenção pedagógica de Frank Foulon, Director-Geral da Exchange Vzw. No Centro de Conferências Joaquim Chissano, esta manhã, Foulon dissertou sobre o eixo temático que diz respeito às “Oportunidades para jovens empreendedores”. Foulon defendeu que Moçambique é um país promissor, um país que pela entrega da juventude ao empreendedorismo pode instalar-se numa posição de grande destaque a nível regional.

Fazendo uma ligação aos temas debatidos, ontem, sobre as características de um bom empreendedor, Foulon disse que a ideia de empreendedorismo deve ser sempre erguida em função das necessidades dos clientes: “os clientes procuram um determinado produto porque esperam ganhos e alguma coisa a mais. As pessoas precisam de soluções para as suas famílias”, disse o orador Bélgico. As oportunidades e possibilidades de empreender em todo país existem, por isso Foulon convidou todos jovens a iniciarem-se nesse campo.

“Já estive em mais de 25 países africanos por diversas missões; mas devo confessar que Moçambique é um país que mostra ser capaz de ser uma marca a nível do continente. Este povo além de capaz de se desenvolver tem um forte espírito de solidariedade; identifiquei esse valor aquando do Mundial na África do Sul”, finalizou o orador.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos