O País – A verdade como notícia

Moçambique soma 80 casos de COVID-19… 19 estão recuperados

Moçambique totalizou ontem oito dezenas de casos de COVID-19. E mais um recuperado só para garantir que continuem 61 os casos activos. O novo caso registado ontem refere-se à investigação sobre as contaminações de Afungi, Cabo Delgado

Mais um dia, mais um caso. “Dos novos casos testados no laboratório nacional de referência, 128 revelaram-se negativos para a infecção da COVID-19 e um revelou-se positivo. Temos, portanto, 80 casos de COVID-19 registados cumulativamente”, explica Rosa Marlene, directora Nacional de Saúde Pública.

Cabo Delgado continua a liderar os casos. Alberga 58 dos 80 infectados que o país tem registo. 17 Estão na Cidade de Maputo e cinco na província com o mesmo nome. Do total de infectados, casos importados são oito, e 72 são de transmissão local.

Mesmo com os casos crescentes, Moçambique tem ainda razões para se vangloriar. “Até ao momento não temos registo de nenhum óbito”

Em África e no mundo, enquanto sobe o número de novos casos e de óbitos, os recuperados vem mostrar que a humanidade é mais forte. Há mais de um milhão de recuperados dos pouco mais de três milhões e meio de casos registados.

“O Continente africano registou um cumulativo de 42.713 casos da COVID-19, dos quais 1.964 foram diagnosticados nas últimas 24 horas. Adicionalmente, ocorreram até ao momento 1.754 óbitos, sendo que 65 tiveram lugar nas últimas 24 horas”, detalha Marlene, para depois acrescentar que “o número total de pessoas recuperadas da COVID-19, em África, cifrou-se em 14.152 pessoas. Importa referir que, 769 pessoas recuperaram da COVID19, nas últimas 24horas no nosso continente”.

Apesar de o decreto sobre o Estado de Emergência determinar uso de máscara em locais de aglomeração de pessoas, as autoridades da saúde dizem ser importante que, qualquer saída de casa, implique o uso da máscara. E claro, que se reforce as outras medidas de prevenção para se vença a COVID-19.

SEMANA COM MAIS TESTES E MENOS CASOS

A última semana foi a que menos casos de COVID-19 registou comparando com as outras três semanas anteriores. Entretanto foi a semana de mais testes.

Ao começo da semana, arrancaram os testes em massa no acampamento de Afungi, Cabo Delgado. E um suspirar de alívio surge para as autoridades de saúde quando ao fim da mesma semana os resultados positivos se situam em nove.

“Até a semana passada registávamos um número crescente de casos, no entanto, na semana epidemiológica que findou ontem (sábado), registamos menos casos”, argumenta Ilesh Jani, director geral do Instituto Nacional de Saúde.

Foram realizados entre 26 de Abril e 2 de Maio 763 testes, que resultaram em nove casos positivos. Na semana anterior, por exemplo, foram feitos 623 testes, tendo resultado em 35 casos positivos de COVID-19.

“Em Moçambique pensamos que não temos transmissão comunitária. Temos casos esporádicos”.

Dos 80 casos registados em Moçambique, 50 é que são de nacionalidade moçambicana. 30 de outras 12 nacionalidades, nomeadamente África do Sul, Itália, Austrália, Índia, Inglaterra, Quénia, Turquia, Geórgia, França, Filipinas, Burundi e Estados Unidos de América.

Na região da SADC, Moçambique continua entre os países mais poupados pela COVID-19 e a África do Sul mais afectado. Está com 75 por cento dos casos da região da África Austral, sendo que de sábado para domingo houve 300 novos casos, um número que Moçambique não registou desde a eclosão da COVID-19.

O total de testados até este momento em Moçambique é de 2466 pessoas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos