O País – A verdade como notícia

Moçambique recebe USD 6.4 milhões por redução de emissões provenientes do desmatamento e degradação florestal

Foto :O País

Moçambique é o primeiro país no mundo a receber pagamentos por redução de emissões provenientes do desmatamento e degradação florestal. A informação foi revelada pelo representante do Banco Mundial em Moçambique. Com isso, o país encaixa cerca de 6.4 milhões de dólares.

Trata-se da materialização do acordo entre o Governo de Moçambique e o Banco Mundial, através da Parceira para o Fundo de  Carbono Florestal, visando promover  a conservação florestal e práticas agrícolas que contribuam para a redução da degradação florestal.

O acordo prevê pagar até 50 milhões de dólares, se o país conseguir reduzir pelo menos 10 milhões de toneladas de emissões resultantes do desmatamento e degradação florestal, daí que, volvidos 12 meses após a celebração do acordo, Moçambique reduziu 1.28 milhão de toneladas.

Segundo a ministra da Terra e Ambiente, com este marco, Moçambique estreia-se no mercado voluntário para promover a gestão sustentável das florestas.

Já o representante do Banco Mundial, Michel Matera afirma que desta forma, Moçambique vai provar que muitas das soluções discutidas há anos são mesmo alcançáveis.

Esta é uma iniciativa-piloto que abrange nove distritos da província da Zambézia para o período de 2018 a 2024.  As comunidades locais dos nove distritos receberão uma parte dos pagamentos de acordo com a sua contribuição para a redução do desmatamento e degradação florestal.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos