O País – A verdade como notícia

Moçambique recebe donativo de 4.6 biliões do Governo alemão

O país recebeu, ontem, do Governo alemão, um donativo de cerca de cinco biliões de meticais. O montante, que resulta de um acordo de cooperação financeira entre os dois países, será destinado aos projectos de desenvolvimento económico e social.

O apoio financeiro surge numa altura em que a pandemia da COVID-19 e outras adversidades colocam em risco o cumprimento do Plano Económico e Social do Governo (PES), e os mais de quatro mil milhões de meticais doados pelo Executivo alemão poderão melhorar as contas do país.

Entregue simbolicamente através de um acordo de cooperação financeira entre os dois países, o valor será aplicado nos sectores de educação, obras públicas municipais e na modernização de infra-estruturas da rede nacional de energia eléctrica.

Especificamente, deste valor, cerca de 1.7 mil milhões meticais serão aplicados ao programa de Educação fase 9 e 15 e 666 milhões de meticais para a formação profissional.

Igualmente, cerca de 1.1 mil milhão de meticais estão destinados para apoiar na reabilitação de infra-estruturas municipais, na província de Sofala. Igual montante será aplicado para a construção do Centro Nacional de Despacho da Electricidade de Moçambique, E.P.

Durante a cerimónia de assinatura do acordo, em representação do Governo, a ministra de Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, afirmou que o apoio tem o potencial de aliviar algumas dificuldades que afligem o país, sobretudo as relacionadas com a pandemia da COVID-19.

“Importa realçar que a concretização dos projectos aqui enumerados se junta a outras iniciativas que o Governo da Alemanha tem vindo a financiar no nosso país”, disse Verónica Macamo.

A representante da diplomacia moçambicana referia-se aos programas de descentralização e finanças públicas, de fomento de energias renováveis, incluindo da reconstrução de infra-estruturas escolares destruídas pelo ciclone Idai, na zona centro do país, com especial destaque para a província de Sofala, onde o fenómeno natural mais se notabilizou.

O apoio financeiro alemão sucede outros donativos de emergência face à pandemia da COVID-19, disponibilizados no ano passado pelo executivo alemão que, aliás, foi o segundo maior parceiro doador.

“Este acordo sublinha que Alemanha continua a ser um parceiro estratégico de Moçambique, tanto a nível bilateral como no âmbito da cooperação Moçambique e União Europeia”, disse Lothar Freischlader, Embaixador da Alemanha.

O apoio do Governo alemão insere-se no Acordo de Cooperação Financeira do ano fiscal de 2020 e precisou de levar seis meses para a sua aprovação.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos