O País – A verdade como notícia

Governo quer aprofundar relações com China através da FOCAC, Fórum Macau e Iniciativa do Cinturão e Rota

Foto: MINEC

Moçambique reafirmou a sua disponibilidade de continuar a aprofundar o relacionamento com a República Popular da China, no quadro da FOCAC, do Fórum Macau e da Iniciativa do Cinturão e Rota.

O compromisso foi assumido hoje pela ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, ao discursar no último dia da Oitava Conferência Ministerial do Fórum de Cooperação China-África (FOCAC), que decorreu em Dakar, Senegal.

Verónica Macamo indicou que o “plano trienal de acção do FOCAC, adoptado na reunião senegalesa, vai de acordo com os anseios dos nossos povos, de ampliarmos o nosso relacionamento e fortificarmos a nossa cooperação, com vista a prevenção e combate à COVID-19 e à recuperação económica dos nossos países”.

Na sequência, foram apresentadas seis áreas da parceria sino-africana, que têm que estar alinhadas com a Agenda 2063 da União Africana, nomeadamente, o aprofundamento da cooperação na arena internacional sobre os assuntos de interesse comum, o aumento do comércio entre China e África e uma maior abertura do mercado chinês aos produtos africanos sob regime preferencial de comércio, a diversificação de financiamentos para os Projectos de Capacidade Produtiva, a mecanização da agricultura para que possa contribuir para produzir comida e impulsionar a industrialização de África, o apoio às Pequenas e Médias Empresas e a formação técnico-profissional para ensinar o saber fazer.

A ministra saudou a China “pela concessão de um bilião de doses de vacinas da COVID-19 ao continente africano”, anunciada pelo Presidente chinês, Xi Jin Ping, durante o seu discurso de abertura da conferência, ocorrida na segunda-feira, dia 29 de Novembro.

Durante a sua estadia em Dakar, a chefe da diplomacia moçambicana manteve encontros de trabalho com a ministra dos Negócios Estrangeiros do Senegal, Aissata Tall Sall, e o conselheiro de Estado e ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, com os quais abordou os assuntos referentes à cooperação bilateral e concertação de posições na política internacional.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos