O País – A verdade como notícia

Moçambique já catalogou cerca de 10.000 espécies de flora e fauna

Foto: ANAC

Segundo dados da Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), baseados na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza, mais de 8.400 espécies de fauna e flora selvagens estão criticamente ameaçadas e cerca de 30.000 outras estão ameaçadas ou vulneráveis.

Com base nessas estimativas, sugere-se que mais de um milhão de espécies estão ameaçadas de extinção no mundo. Em Moçambique foram catalogadas cerca de 10.000 espécies de flora e fauna. O número de espécies de plantas situa-se em 5.743, das quais 250 são endémicas.

A fauna terrestre já catalogada totaliza 4.271 espécies, entre insectos, aves, mamíferos e anfíbios e as instituições de investigação continuam a identificar novas espécies.

“O país regista avanços em vários domínios, (i) no aumento efectivos de fauna nos parques, reservas, coutadas oficiais e fazendas de bravio, (elefantes, mabecos, zebras, impalas, entre outras); (ii) na aprovação do Plano Nacional de Desenvolvimento Territorial e Plano de Ordenamento de Espaço Marítimo; (iii) no aumento de cientistas moçambicanos em conservação da biodiversidade, (iv) no reforço da capacidade de gestão dos parques, comunidades e fiscalização florestal e faunística, (v) na colaboração transfronteiriça com os países vizinhos, monitoria telemétrica de algumas espécies como é o caso do elefante e leão, (vi) e na redução da incidência de actos de caça furtiva, em especial de elefante e com o consequente aumento de casos de indivíduos condenados exemplarmente por práticas ligadas ao tráfico e comércio ilegal de produtos de vida selvagem e seus derivados”, refere um comunicado de imprensa da ANAC.

Refira-se que comemora-se hoje, 3 de Março, o Dia Mundial da Vida Selvagem, data proclamada na 68ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas para assinalar a Assinatura da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies de Fauna Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES).

Este ano, o Dia Mundial da Vida Selvagem comemora-se sob o lema “Recuperando espécies-chave para a restauração de ecossistemas”, com objectivo de reflectir sobre as espécies de fauna e flora selvagens criticamente ameaçadas de extinção e enaltecer o papel destas espécies no equilíbrio dos ecossistemas.

Em Moçambique, às cerimónias centrais terão lugar no Parque Nacional de Maputo, distrito de Matutuíne, Província de Maputo, onde estão previstas várias actividades para consubstanciar a reflexão sobre a necessidade de protecção da vida selvagem nas áreas de conservação.

Moçambique aderiu à Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies de Fauna Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES) em 1981.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos