O País – A verdade como notícia

Moçambique enviou 400 amostras suspeitas da variante indiana para África do Sul

Moçambique já enviou 400 amostras suspeitas de estarem infectadas pela variante indiana da COVID-19 para testagem na vizinha África do Sul. As referidas amostras foram encaminhadas para o laboratório de referência de Genotipagem situado na província sul-africana de Kwazulu Natal, visto que o país ainda não tem capacidade para rastreiar aquela mutação do vírus SARS-COV-2.

“Nós já enviámos perto de 400 amostras para sequenciamento e destas já recebemos resultado de 200. As outras encontram-se na fila para testagem. É uma fila, porque o laboratório é de referência para muitos países. Além da pandemia na própria África do Sul, o mesmo tem vindo a apoiar outros países, incluindo Moçambique. Assim, esperamos, nas próximas semanas, receber os resultados das outras sequências”, informou, hoje, Sofia Viegas, Directora Nacional de Laboratórios de Saúde Pública, no Instituto Nacional de Saúde, garantindo que “nas sequências até agora analisadas, não foi detectada a variante indiana”.

Entretanto, Moçambique está na marcha rumo à criação de capacidade interna para testagem da variante indiana e espera até Outubro já poder realizar testes a nível nacional.

“Neste momento, temos já um equipamento para realizar o sequenciamento e já foi realizado o treino em dois profissionais de Saúde, duas técnicas de laboratório. Elas realizam o treino na Namíbia e aguardamos, agora, que a companhia distribuidora do equipamento também venha fazer o treino localmente e de parte dos reagentes”, acrescentou Viegas.

O que o país espera é que “até Outubro deste ano, a gente já tenha a técnica implementada, validada para que nós próprios possamos produzir as sequências”.

Denominada B.1.617, a variante do Coronavírus com origem na Índia já foi, segundo a Organização Mundial da Saúde, detectada em 44 países, um dos quais a vizinha África do Sul, onde reside a maior comunidade moçambicana na diáspora.

 

MAIS 16 CASOS POSITIVOS E DOIS RECUPERADOS

A informação sobre os casos suspeitos da variante indiana foi avançada num dia em que o país acrescentou mais 16 casos positivos às contas nacionais da COVID-19, o que elevou o total de casos já registados pelas autoridades, no território nacional, para 70.606. Ao ritmo das novas infecções, evoluíram, também, as recuperações, com o registo de apenas dois recuperados de ontem para hoje. Os recuperados são, assim, 69.100.

Uma vez mais, o país não registou óbitos devido ao novo Coronavírus, mantendo o total de mortes nos 831.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos