O País – A verdade como notícia

Moçambique entre os grandes expositores africanos de frutas e legumes

Foto: InfoEscola

A África Subsaariana protagoniza em Rimini, na Itália, de amanhã até sexta-feira, a 39ª edição do Macfrut, exposição global dedicada às frutas e legumes.

O sector das frutas e legumes do continente africano estará no centro de muitos eventos durante os “Dias de África” e Moçambique vai marcar presença através de sete empresas do ramo, à frente do Quénia e Senegal, com seis, respectivamente.

O Macfrut constitui uma oportunidade única para empresários africanos encontrarem a excelência italiana na cadeia de fornecimento, estabelecerem uma rede com clientes e investidores internacionais, apresentarem os seus produtos numa importante montra, expandirem as suas oportunidades de exportação e acederem a tecnologias melhoradas.

Sob a coordenação da sede em Roma, a Agência Italiana de Cooperação para o Desenvolvimento (AICS) em Nairobi, Dakar e Maputo trará ao salão internacional de frutas e vegetais os mais emblemáticos sabores africanos, desde as mangas, às líchias e aos cajus do Quénia, Moçambique e Senegal.

Das sete empresas moçambicanas presentes no evento, quatro foram seleccionadas em colaboração com a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNIDO), duas em colaboração com o Fundo de Fomento Agrário e Extensão Rural (Fundo Público) FAR-FP e uma em parceria com a NOVAMONT S.p.A.

Trata-se de empresas que se dedicam à transformação e comercialização de sementes e frutos como o abacate, a líchia e a manga.

Um pesquisador do Instituto de Investigação Agrícola de Moçambique (IIAM) e um professor do Instituto Politécnico de Manica (SPM) estarão também presentes.

“Actualmente, estamos empenhados com cerca de 69 milhões de euros no sector, incluindo iniciativas em curso (também em colaboração com actores internacionais, como a UNIDO) e as que serão lançadas em breve, com uma abordagem sinérgica para uma melhor gestão das principais cadeias de abastecimento agrícola local (em particular, frutas e legumes). A participação de entidades públicas e privadas de Moçambique em Macfrut é uma importante oportunidade de crescimento, não só para as pessoas directamente envolvidas, mas sempre numa abordagem sinérgica para todos os actores que trabalham com a Cooperação Italiana para o Desenvolvimento no sector, particularmente na província de Manica”, disse Paolo Enrico Sertoli, chefe do Gabinete da AICS em Maputo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos