O País – A verdade como notícia

Nyusi visita Uganda a convite Museveni a partir de hoje

Foto: Presidencia da República

A partir desta quarta-feira, o Presidente da República, Filipe Nyusi, efectua uma visita de Estado a Uganda com olhos postos no reforço da cooperação.

A visita do Chefe do Estado moçambicano a Uganda visa fortalecer e aprofundar os laços históricos de solidariedade, amizade e de cooperação política, económica, social e cultural entre os dois países. Educação, Agricultura, Indústria e Comércio e Juventude são as áreas de interesse, nas quais poderão ser fechados vários acordos.

Um dos grandes interesses de Moçambique em Uganda é a experiência deste país no ensino. Afinal, há aqui uma das maiores universidades de África. Por isso, na visita de Estado que Filipe Nyusi efectua a este país africano deverá ser fechado um acordo neste sector, que vai permitir o envio de moçambicanos para a sua formação cá e vice-versa.

As atenções estarão também viradas à agricultura. Há interesse particular no agroprocessamento e é está experiência que se quer capitalizar para Moçambique, atraindo investidores para produzir, processar e comercializar a produção no nosso país.

Na visita de Estado pelo Presidente da República à Uganda serão igualmente colocados à mesa temas como indústria e comércio e juventude, com objectivo único de reforçar a cooperação.

“Em Kampala, o Presidente Nyusi vai manter conversações oficiais com o Presidente Museveni, onde irão trocar impressões sobre a situação política e económica dos dois países, o reforço da cooperação económico-empresarial e outros assuntos de interesse comum a nível regional, continental e mundial”, lê-se num comunicado de imprensa da Presidência da República.

Sectores económicos e da educação, há laços históricos que unem Moçambique e Uganda. Yoweri Musseveni teve formação no centro de instrução militar em Montepuez, Cabo Delgado entre 1976 e 1978 e em seguimento desta relação que está a implementar um projecto de uma escola técnico profissional e abertura de uma farma naquele ponto para os antigos combatentes moçambicanos. Poderá ser avaliado on estágio deste projecto.

Aliás, sabe-se também que Uganda tem vontade de apoiar o país no combate ao terrorismo, dada a experiência do estadista deste país, que dedicou o seu primeiro mandato a lutar contra este mal.

De forma geral, nesta visita será feito um balanço dos acontecimentos que marcaram os dois países desde a última estadia de Musseveni em Moçambique, em Maio de 2018, tendo em conta a existência da comissão mista de cooperação bilateral.

“Nesta deslocação, o Presidente da República far-se-á acompanhar pela Esposa, Isaura Ferrão Nyusi e pelos Ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Nataniel Macamo Dlhovo; da Indústria e Comércio, Silvino Moreno; dos Combatentes, Josefina Mpelo; o Vice-Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Olegário Banze; Secretário de Estado da Juventude e Emprego, Osvaldo Petersburgo; Alto-comissário de Moçambique no Quénia, Jerónimo Chivavi; Deputados da Assembleia da República, quadros da Presidência da República e de outras instituições do Estado”, lê-se no comunicado da Presidência.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos