O País – A verdade como notícia

Moçambique é sexto país de língua portuguesa mais afectado pela COVID-19

O país conta actualmente com 1435 casos, 10 óbitos e 408 recuperados, o que o coloca em sexta posição, no grupo dos 10 países de língua portuguesa, afectados pela COVID-19, segundo uma avaliação da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA).
Fazem parte da UCCLA Angola, Brasil, Cabo Verde, Espanha, Macau, Timor-Leste, Guiné-Bissau, Portugal, São Tome e Príncipe e Moçambique.

No primeiro lugar da lista, encontra-se o Brasil com 2.012.151 casos e 76.688 óbitos, segue-se Espanha com 260255 casos e 28420 mortes e Portugal com 48.077 casos e 1.682 óbitos.

Em África, Cabo Verde é o mais afectado, com 1939 casos e 20 óbitos, seguido por Guiné-Bissau com 1842 casos e 26 óbitos, São Tomé e Príncipe e Angola  seguem com 741 e 638 casos, nomeadamente.
Os asiáticos Macau e Timor-Leste são os menos afectados, com 46 e 24 casos nomeadamente e o mesmo número de recuperados.

Em termos de medidas de prevenção à COVID-19, a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa enaltece o recente balanço intermédio do Presidente da República, no qual Filipe Nyusi mantém as medidas restritivas tomadas anteriormente.

Para além da crise humanitária e de saúde pública, a COVID-19 já causou mais 595 mil mortos e mais de 14 milhões de infectados em todo o mundo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos