O País – A verdade como notícia

Moçambique e EUA concluem formação a 40 soldados e médicos

Quarenta soldados e médicos moçambicanos completaram dois programas de formação sobre tácticas de salvamento de vidas humanas e de emergência, no campo de batalha, refere um comunicado do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA)

Os programas de formação denominados Tactical Combat Casualty Care (TCCC) e Combat Lifesaver (CLS) são resultantes da parceria EUA-Moçambique e “irão melhorar directamente o índice de sobrevivência dos soldados moçambicanos em combate”.

Segundo ilustram dados que constam do comunicado, o programa TCCC formou 26 médicos, enfermeiros, e profissionais em cuidados médicos de emergência durante situações de conflito. Já no programa CLS, 14 soldados de todos os ramos do exército moçambicano aprenderam a administrar assistência médica de emergência aos companheiros feridos durante o combate.

As formações vão permitir aos soldados e profissionais médicos moçambicanos tratar ferimentos e prevenir hemorragias graves, por sinal, a principal causa de morte evitável no campo de batalha.

Em estreita colaboração com o Governo de Moçambique, “o Governo dos EUA forneceu mais de 500 milhões de dólares em assistência anual para melhorar a qualidade dos cuidados de saúde e educação, promover a prosperidade económica, e apoiar o desenvolvimento global e a segurança regional”, lê-se no comunicado a que temos vindo a citar.

De modo a garantir a réplica do curso em todo país, o Departamento de Estado dos EUA financiou dois programas de formação, incluindo 730 mil dólares em equipamento de treino.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos