O País – A verdade como notícia

Moçambique deixa de pagar taxas nas exportações para Europa

O Acordo de Parceria Económica (APE) entre a União Europeia (EU) e a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) tornou-se no primeiro totalmente operacional em África depois da sua implementação por Moçambique, anunciou esta segunda-feira a Comissão Europeia.

Em comunicado, o executivo comunitário apontou que “Moçambique foi a última peça do puzzle a ser colocada” no acordo entre UE e SADC, depois de os outros cinco países — Botswana, Lesotho, Namíbia, África do Sul e Suazilândia — já terem implementado o APE em Outubro de 2016.

A Comissão Europeia sublinhou que “ao implementar o APE, tal significa que Moçambique não terá que pagar taxas alfandegárias nas suas exportações para a UE”, estando previsto que, ao abrigo deste acordo, “Moçambique irá progressivamente, ao longo de diversos anos, reduzir ou eliminar taxas alfandegárias para muitas das exportações da UE”, escreve o Observador.

De acordo com dados de Bruxelas, o comércio entre a União Europeia e Moçambique atinge actualmente cerca de 2 mil milhões de euros anuais, contando-se entre as principais exportações moçambicanas para a UE o alumínio e a cana-de-açúcar.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos