O País – A verdade como notícia

Moçambique com baixas de peso para “operação Camarões”

Foto: O País

Horácio Gonçalves não vai contar com o capitão Zainadine Jr., Witi, Kamo-Kamo e o guarda-redes César Machava, na sua maioria por lesões, no duplo confronto com os Camarões. Na tarde de hoje, os Mambas realizaram o único treino em solo pátrio, antes da viagem para Douala, marcada para a tarde de amanhã.

A selecção moçambicana de futebol arrancou, esta terça-feira, a preparação para os jogos do dia 08 e 11 de Outubro, com os Camarões, a contar para a terceira e quarta jornadas de qualificação para o Mundial 2022.

Os Mambas seguem para esta “operação” com três contrariedades! O capitão Zainadine Júnior, Witi Quembo, Kamo-Kamo, jogadores que actuam em Portugal, e ainda César Machava estão lesionados, segundo avançou no treino de ontem o seleccionador nacional, Horácio Gonçalves.

“Inicialmente, tivemos a baixa de Victor Guambe e de Nilton, posteriormente tivemos a baixa de César Machava, tivemos também a baixa de Zainadine, de Witi e possivelmente, ainda estamos a aguardar, poderemos ter a baixa de Kamo-Kamo, por questões de documentação”, detalhou o técnico.

Para Horácio Gonçalves a indisponibilidade dos três atletas que actuam no estrangeiro e do guarda-redes do Ferroviário da Beira fragiliza os Mambas, mas o técnico, ainda assim, entende que é possível defrontar os Camarões sem ter de convocar outros jogadores moçambicanos.

“Apesar destas baixas, sabíamos que a viagem ia apenas compreender 23 seleccionados, por isso, possivelmente estaremos os 23 e fazemos votos de uma boa prestação, com os jogadores que vamos encontrar lá. Iniciamos a viagem amanhã e vamos chegar a Douala só no dia seguinte, na esperança de que corra tudo bem. Vamos fazer um treino, pelo menos, todos em conjunto”.

A braçadeira pertencente ao capitão Zainadine Júnior será entregue ao defesa central, Mexer, que joga pelo Bordéus. Entretanto, o “O País” sabe que não é uma certeza a presença de Mexer nestas duas jornadas, supostamente por, também, estar lesionado.

Esta terça-feira, 19 jogadores estiveram às ordens de Horácio Gonçalves. Para além dos que actuam no Moçambola, fizeram parte da sessão de treino único no país Luís Miquissone, David Malembana, Geny Catamo e Kambala.

Kambala, que está de regresso aos convocados, faz pouco caso da sua ausência nas duas anteriores convocatórias. Segundo o jogador do Baroka da África do Sul, a selecção está unida e só pensa em dar o seu melhor.

“Na verdade, eu nunca estive fora, sempre estive com o grupo. O grupo é vasto, podemos não estar numa ou noutra convocatória, mas nunca devemos abandonar a selecção”, esclareceu o médio, para depois acrescentar que a moral dos jogadores está em cima e que vão fazer o máximo para pontuar.

Quem também considera o grupo unido é David Malembana, que espera pela oportunidade de se estrear pelos Mambas.

“Estou feliz por estar aqui e mal posso esperar para jogar por Moçambique. Darei o meu melhor, em campo, pela selecção moçambicana, a cada minuto dentro do campo”.

Moçambique ocupa a última posição do Grupo D de qualificação ao Campeonato do Mundo do próximo ano, com apenas 1 ponto. A Costa do Marfim comanda o grupo, com quatro pontos somados, sendo seguida dos Camarões e Malawi, com três pontos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos