O País – A verdade como notícia

Moçambique chamado a aprimorar digitalização

Moçambique precisa de aprimorar a digitalização de modo a acompanhar o ritmo da tecnologia. Especialistas sugerem o aprofundamento da janela única, por exemplo.

Tal chamado ao aprimoramento da digitalização surge num mundo em que os passos das tecnologias tornam-se cada vez mais “agressivos” e urge acompanhar as dinâmicas, bem como adequar-se nelas.

Nesse sentido, no que toca à integração de mercados, por exemplo, a digitalização é uma das maiores recomendações.

“Ela oferece maior segurança e maior nível de serviço. Portanto, as empresas podem começar a ter um funcionamento mais adequado, assim como os meios de pagamento podem fluir de forma mais rápida”, entende Ivo Vinha, director-geral de Informática e Inovação Digital do Millenium BIM.

O campo para a digitalização em Moçambique ainda é fértil, o que se precisa é potenciar a sua aplicação.

“Hoje tenho um cartão que é de Moçambique, mas que é transacionado na África do Sul. Isso, per si, trás uma vantagem na integração de mercados”, afiança Joel Pitta da Business Development Leader, na VISA.

Em meio a essas propostas de tecnologia que permitem a integração de mercados, a janela única aparece como uma das sugestões que deve ser apostada pelas instituições.

“A janela única em si já tem, por exemplo, as soluções de pagamento, bem como temos a questão da integração e interoperabilidade com países vizinhos, pois embora esta última parte esteja ainda em desenvolvimento, mas temos ainda os utilizadores com a possibilidade de trabalho remoto, coisas que com a situação actual da COVID-19 vieram solidificar ou comprovar a robustez e confiabilidade do sistema que é a janela única”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos