O País – A verdade como notícia

Moçambique bate maior recorde de 32 mortes por COVID-19

O país bateu um  novo recorde esta quarta-feira, ao registar 32 mortes causadas pela COVID-19. É o maior número de óbitos já anunciado pelas autoridades de saúde desde o início da pandemia.

Os indivíduos, cujas mortes foram declaradas entre segunda e esta quarta-feira, são 17 homens e 15 mulheres, com idades entre 10 e 99 anos. A COVID-19 já fez 1.190 vítimas fatais em Moçambique.

Além das mortes, foram registadas mais 1.704 infecções. Os novos pacientes são 1.677 moçambicanos e 27 estrangeiros. Destes, 937 são mulheres e 767 são homens. Todos os casos resultaram de transmissão local.

Cumulativamente, Moçambique tem 103.713 casos positivos registados, dos quais 103.344 de transmissão local e 369 importados, de acordo com o Ministério da Saúde.

Grande parte dos novos contágios ocorreu na cidade e província de Maputo, com 1.111 e 161, respectivamente.

As autoridades referem, ainda, que mais 82 cidadãos tiveram que ser internados e outros 53 tiveram alta hospitalar e neste momento há 494 pacientes acamados.

Contudo, há também boas novas! Mais 1.721 moçambicanos estão recuperados da infecção pela COVID-19 e total atingiu 80.058, que corresponde a 77.2% do total de casos diagnosticados dentro do território nacional.

O país tem 22.461 casos activos da COVID-19.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos