O País – A verdade como notícia

Moçambique atinge recorde diário de 503 recuperados da COVID-19

Mais 503 pessoas estão livres do novo Coronavírus no país. É o maior número já registado em 24 horas, o que eleva para 9.785 o cumulativo de recuperados. Contudo, mais duas pessoas morreram por causa da mesma doença nas províncias de Maputo e Cabo Delgado.

Os novos casos recuperados são da cidade de Maputo (381), província de Maputo (70), Sofala (43) e Cabo Delgado (09), indica uma nota do Ministério da Saúde (MISAU), enviada ao “O País”.

Dos 503 pacientes livres do vírus e reportados pelo MISAU esta quarta-feira, 498 são moçambicanos e cinco estrangeiros. Destes, um chinês, outro indiano, um paquistanês e dois portugueses.

Relativamente à morte de um homem e uma mulher, nas províncias de Maputo e Cabo Delgado, os pacientes tinham 63 e 50 anos de idade e “evoluíram para óbito após o agravamento do seu estado clínico” durante o período de internamento.

As autoridades sanitárias referem que os pacientes tiveram o diagnóstico positivo para a COVID-19 no dia 24. O óbito da província de Maputo ocorreu no dia 23 de Outubro corrente e o de Cabo Delgado no dia 20 do mesmo mês.

Com os dois óbitos registados, o total no país subiu para 91 e o grosso é da cidade de Maputo (69).

O MISAU anunciou ainda mais 142 pessoas infectadas pelo novo Coronavírus. Todos os casos são de moçambicanos e resultam da transmissão local.

Assim, o país tem cumulativamente 12.415 casos positivos registados desde Março último. Destes, 12.111 resultam de transmissão local e 304 são importados.

A capital moçambicana voltou a registar o maior número de casos (81), o que corresponde a 57% do total de novas infecções hoje anunciadas, seguida pela província de Maputo, com 27 (19%).

Quanto aos pacientes internados, no país existe um cumulativo de 448. Destes, 49 estão nos centros de internamento para pessoas com COVID-19 e em outros hospitais. A hipertensão arterial e as diabetes são apontadas pelo MISAU como as doenças mais frequentes nos pacientes internados.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos