O País – A verdade como notícia

MISAU já gastou USD 20 milhões em acções contra COVID-19

O ministro da Saúde, Armindo Tiago, diz que a instituição que dirige já  despendeu “20 milhões de dólares” em acções de combate à pandemia do novo Coronavírus e há “documentação completa” sobre a aplicação desse montante.

Desde que se diagnosticou o primeiro caso da COVID-19 no país (em Março), vários parceiros nacionais e internacionais anunciaram diferentes apoios para o Governo, em particular o Ministério da Saúde (MISAU), enfrentar a pandemia.

Armindo Tiago explicou, esta quarta-feira, que já foram gastos 20 milhões de dólares. “Nós temos a documentação completa”, afirmou o ministro, assegurando que os gastos foram feitos observando o “princípio da transparência”.

Para a aplicação dos fundos em alusão, o MISAU optou pelo “ajuste directo” aos fornecedores de bens e serviços, uma vez que, devido ao “contexto de emergência”, o lançamento de concurso público – conforme tem sido regra no Estado – seria mais burocrático.

De acordo com Armindo Tiago, persistem desafios no combate à pandemia que desde Dezembro passado assola o mundo.

Por sua vez, o edil da autarquia da Matola, Calisto Cossa, disse que a região metropolitana de Maputo, que envolve as cidades de Maputo, Matola e vila de Boane, tem o grosso dos casos positivos da COVID-19.

Em representação dos edis dos três municípios acima mencionados, Calisto Cossa fez saber que existe um plano para reverter o aumento de pessoas infectadas pelo Coronavírus no Grande Maputo. Mas para a sua implementação são necessários cerca de dois biliões de meticais.
“Na verdade, no momento, o plano que elaborámos atinge um valor ou uma previsibilidade de quase dois biliões de meticais”, afirmou o edil da cidade da Matola.

O projecto em alusão envolve um conjunto de actividades, das quais a promoção de campanhas de comunicação contra o Coronavírus e a desinfecção em locais públicos.

Para fazer acertos pertinentes ao plano, os presidentes dos municípios de Maputo, Matola e Boane sentaram à mesma mesa, esta quarta-feira. No encontro esteve também o ministro da saúde, Armindo Tiago.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos