O País – A verdade como notícia

Ministra do Interior exige respostas sobre o crime organizado no país

Foto: O País

A Ministra do Interior afirmou, ontem, que o Serviço Nacional de Investigação Criminal deve trazer respostas para várias irregularidades no país, com destaque para o terrorismo, raptos e o tráfico de drogas.

A investigação criminal no país apresenta enfrenta várias barreiras devido à ausência de condições técnicas, e o Governo afirma que está a buscar meios eficientes para um combate eficaz do crime organizado.

O terrorismo, os raptos e o tráfico de drogas no país continuam a ser uma pedra no sapato das autoridades. Por isso, a Ministra do Interior, Arsénia Massingue, defende a implementação de novas estratégias para acabar com o crime organizado e faz exigências.

“A prevenção e combate à criminalidade exige do SERNIC um quadro de pessoal devidamente instruído e treinado. Cabe ao Serviço Nacional de Investigação Criminal, enquanto instituição especializada e vocacionada para a investigação de crimes, trazer respostas contra os raptos, tráfico de drogas e o terrorismo” disse a Ministra do Interior, Arsénia Massingue.

De acordo com a governante, a corporação deve trabalhar mais para recuperar a confiança da população, mas para tal deve partir de um ponto.

“Para incrementar a confiança das comunidades em relação à actuação do SERNIC devem adoptar medidas operativas com vista a identificar os agentes prevaricadores no seio da corporação e aplicar sanções disciplinares. É altura de impermeabilizar as fileiras de Moçambique contra as atitudes que mancham a instituição”, acrescentou a Ministra

A Ministra do Interior falava na celebração do quinto aniversário do Serviço Nacional de Investigação Criminal. Na ocasião, a governante procedeu com a entrega de 30 viaturas para o reforço da capacidade institucional em termos de meios circulantes.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos