O País – A verdade como notícia

Ministra de saúde angolana congratula África na prevenção e contenção da propagação de COVID-19 

A ministra angolana da saúde, Sílvia Lutucuta diz que África continua a registar poucos casos da COVID-19 em relação a outros continentes, não por mera sorte, mas pelo trabalho que tem realizado para conter a propagação.

Todo o continente africano, em comparação com outros continentes, continua a ser um dos menos afectados pela pandemia COVID-19. 

“Temos que dar crédito a África por nos termos antecipado. Acho que é muito importante valorizarmos o trabalho que os países africanos fizeram até aqui”, afirma a ministra, numa entrevista exclusiva à Euronews.

Até agora, cerca de 17 mil casos foram confirmados, dos quais aproximadamente 900 são óbitos e cerca de quatro mil são de pessoas recuperadas. Este baixo número de casos não tem a ver com o clima africano ou com a sorte, mas sim com o mérito dos países africanos, defende a ministra de saúde de Angola.

A título de exemplo, Angola, desde os meados de Março até agora, só tem registo de pelo menos 19 casos, dos quais dois são de vítimas mortais e cinco de indivíduos recuperados. A ministra angolana partilha a sua experiência. 

E nesta luta contra COVID-19, Angola não está sozinha, contando actualmente com ajuda de mais de 200 médicos cubanos de diversas especialidades que chegaram ao país no início desta semana.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos