O País – A verdade como notícia

Ministério da Terra e Ambiente “aperta cerco” contra caçadores furtivos

De Setembro do ano passado até Maio deste ano foram detidos 334 caçadores ilegais e 118 casos relacionados a crimes ambientais foram julgados pelos tribunais no país. A informação foi avançada, hoje, pela Ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibasse, que também fez referência à neutralização de um grupo que pretendia exportar ilegalmente 12 contentores de madeira.

Ainda na senda das realizações do ministério, a titular da pasta da Terra e Ambiente, disse que “as medidas adoptadas pela fiscalização têm estado a fortalecer a nossa capacidade de protecção das áreas de conservação, tendo resultado na apreensão de 48 armas de fogo de diferentes calibres, detenção de 334 caçadores ilegais, 8 489 pescadores ilegais, remoção de 19.666 armadilhas mecânicas. O aparelho judiciário sentenciou 118 casos relacionados com crimes ambientais”.

A ministra disse, ainda, que foi no período em referência, abortada uma tentativa de exportação ilegal de madeira.

“Abortamos a tentativa de exportação de 12 contentores de madeira, em desacordo com as condições legalmente estabelecidas, sendo quatro na terminal especial de exportação de Nacala e oito no porto de Quelimane, estando neste momento, os processos a seguir seus trâmites legais junto dos órgãos de Administração da Justiça, para a responsabilização dos infractores”, detalhou Maibasse.

Em relação a madeira exportada ilegalmente para a China, em Dezembro de 2020, a partir do porto de Pemba, Ivete Maimbasse garantiu haver acções concretas em curso para a sua recuperação.

A ministra garante que está para breve a chegada dessa madeira para o território nacional. Ainda no período em análise, o sector da terra e ambiente fiscalizou 52 parcelas correspondentes a uma área de perto de 17 mil hectares, das quais cinco mil hectares foram revertidas a favor do Estado, por incumprimento dos planos de exploração.

A ministra falava hoje durante o Segundo Conselho Coordenador do Ministério da Terra e Ambiente, evento que junta vários quadros do sector com objectivo de harmonizar e trocar experiências sobre os progressos e desafios registados na implementação do plano económico e social de 2020.

A cerimónia serve, igualmente, para projectar o próximo plano económico-social e o respectivo orçamento.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos