O País – A verdade como notícia

Ministério da Cultura e Turismo certifica estâncias turísticas em Inhambane

Foto por: Ministério da Cultura e Turismo

A ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, atribuiu, esta quarta-feira, o Selo Limpo e Seguro a Águia negra, And Beyond e Kisawa Sanctuary, três estâncias turísticas, duas na Ilha Benguerra e uma no Município de Vilankulo, província de Inhambane. A dirigente disse estar satisfeita com a resiliência de alguns estabelecimentos hoteleiros face aos desafios impostos pela COVID-19.

Trata-se de uma acção levada a cabo pelo Ministério da Cultura e Turismo, através do INATUR e que decorre há oito meses.

A iniciativa, segundo o pelouro da Cultura e Turismo, tem como objectivo classificar e reclassificar os estabelecimentos hoteleiros em todo o país.

Durante a classificação, Eldevina Materula disse estar satisfeita, primeiro pelo facto de o acto “trazer luz ao turismo” no país. E, segundo, pelo facto de a And Beyond e Kisawa, duas das estâncias classificadas, não se retraírem diante das grandes dificuldades que assolam a maior parte dos operadores turísticos.

“Estamos duplamente felizes pela atribuição, mas também pela melhoria que se regista. Por isso, gostaríamos de assumir este selo e a classificação como um voto de confiança do Governo de Moçambique”, expressou Eldevina Materula.

A ministra apelou ao Governo da província e do distrito para prestarem todo o suporte e assistência necessária, de modo a garantir o cumprimento pleno das medidas de prevenção da COVID-19.

Desde o início da classificação a esta parte, já foram atribuídos um total de 141 selos em todo o país. A cidade de Maputo está a liderar as estatísticas com 38 selos, seguida de Nampula com 24 e Inhambane com 17.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos