O País – A verdade como notícia

Mercado Maguiguane encerrado devido ao assassinato do guarda

Cinco indivíduos a monte, com armas de fogo, são suspeitos de assassinar um guarda e espancar outro, na madrugada desta terça-feira, no Mercado Maguiguane, na cidade de Maputo. Além de assassinar, os implicados vandalizaram várias barracas e roubaram vários produtos em quantidades não especificadas.

É um ambiente de susto que se viveu na manhã desta terça-feira no bairro de Laulane, nos arredores da cidade de Maputo, devido à ocorrência registada na madrugada no mercado local onde foram vandalizadas várias barracas e outras pilhadas. Palmira Chauque, residente naquele bairro e vendedeira no mercado local, chocada e triste, partilhou algumas palavras com à equipa de reportagem do jornal “O País”.

“Estamos muito tristes; é pela primeira vez em que está a acontecer isto neste nosso mercado. É lamentável terem tirado a vida de um inocente que estava a trabalhar para sustentar a sua família”.

São várias as barracas vandalizadas e outras supostamente saqueadas, cujos produtos terão sido roubados. Arlindo Pedro é uma das vítimas, conta como tomou conhecimento do sucedido e o que perdeu.

“Alguns colegas ligaram-me logo de madrugada a informar que roubaram aqui. Acabava de receber mercadoria, como telefones e computadores, tudo foi roubado.”

Num dos estabelecimentos, os supostos malfeitores taparam as câmaras de vigilância com tecido para concretizarem as suas acções sem registo. Carlos Agostinho, cujo estabelecimento foi arrombado, diz que os meliantes não conseguiram roubar.

Um dos homens, de 36 anos de idade, que era guarda, foi  assassinado pelos supostos meliantes e outro amarrado e espancado. Ele conta que os supostos bandidos, depois de o seviciar, o ameaçaram para não gritar, porque podia ser morto.

“Era uma hora de madrugada, entraram aqui, apanharam-me e ouvi o meu colega a gritar; quando fui para o acudir, pegaram-me, amarraram-me e atiraram-me ao chão, obrigando-me a não gritar, porque me matariam”.

Devido à ocorrência, o mercado em causa ficou temporariamente encerrado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos