O País – A verdade como notícia

Mercado grossista do Zimpeto encerrado

Treze anos depois da entrada em funcionamento deste mercado concebido para abastecer outros mercados, Zimpeto tornou-se em pouco tempo num mercado grossista e retalhista em simultâneo. A chefe da comissão de vendedores diz que a requalificação que vai devolver a concepção original do mercado.

A desorganização e a imundice que instalou-se no mercado tornaram-no foco de transmissão de várias doenças. E em tempos de propagação da COVID-19 é preciso reorganizar o Zimpeto.

No primeiro dia trabalhos destaca-se a recolha de muito lixo. O Município de Maputo diz que precisa de três dias para requalificação deste local.

Do lado do mercado anexo onde estão 2500 vendedores também decorria a destruição de bancas e barracas. Enquanto removiam-se as estacas e chapas via-se águas negras estagnadas nos corredores. Os vendedores deste sector dizem que estão na incerteza quanto ao seu destino.

Em consequência do encerramento do Zimpeto fechou temporariamente também o terminal rodoviário porque receava-se que os informais tomassem este espaço.

Foi identificado o local para funcionar provisoriamente o terminal. No local não há condições criadas para os utentes. Falta água, sombra, não há sanitários públicos, e faltam bancos para sentar enquanto espera-se pelo transporte.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos