O País – A verdade como notícia

Memória, autores e testemunhos, Nelson Saúte homenageia cultura moçambicana


Conforme a previsão, a mais recente obra literária de Nelson Saúte foi apresentada ao público esta terça-feira, na cidade de Maputo. Na cerimónia de lançamento do livro, Saúte explicou que Planisfério moçambicano – atlas literário é uma reflexão, uma indagação e interpelação de um escritor sobre o fenómeno cultural moçambicano, sobre os seus autores, sobre os seus músicos, sobre os seus pintores, fotógrafos, sobre aqueles que têm praticado a arte no país e sobre o seu contributo.

Segundo afirmou Nelson Saúte, o seu novo livro é uma homenagem à cultura moçambicana. E mais: “É a perspectiva de um Moçambique através da cultura. Planisfério moçambicano, no meu entendimento, significa ver Moçambique através da cultura e daqueles que têm contribuído para que o país se inscreva não só no mapa de África, mas no mundo”.

Para o escritor e editor, a escrita dos textos que constituem Planisfério moçambicano foi sobretudo um grande exercício de memória. “Nós vivemos num país que tendemos a esquecer rapidamente aqueles que são as nossas referências. Este livro está polvilhado de referências, de pessoas que estão vivas e que têm contribuído muito para a perspectiva cultural e identidade moçambicana. No fundo, este é um livro de reflexão sobre a identidade moçambicana”.

Editado pela Marimbique, Planisfério moçambicanoé um livro de alguém que actuou como jornalista cultural ao longo de 30 anos, entrevistando escritores, visitando exposições de pintura, acompanhando concertos musicais, ouvindo, lendo, admirando as várias manifestações artísticas moçambicanas e que foi cartografando esses livros, discos, quadros ou artes cénicas.

O livro de Saúte inclui textos sobre vários autores. Por exemplo, Noémia de Sousa, José Craveirinha, Marcelino dos Santos, Rui Nogar, Rui Knopfli, Albino Magaia, Leite de Vasconcelos, Aníbal Aleluia, Malangatana, Ricardo Rangel, Kok Nam, Zena Bacar, João Cabaço, Pedro Langa, Zeca Alage e ainda figuras como Nelson Mandela ou Kofi Annan.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos