O País – A verdade como notícia

Membros do MDM na Beira questionam candidatura de Lutero Simango

Foto: O País

Membros do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), na cidade da Beira, contestaram hoje a candidatura de Lutero Simango à presidência do partido. Trata-se de apoiantes da candidatura de José Domingos e alegam que Lutero pertence a um outro partido.

Há sensivelmente uma semana, Lutero Simango, um dos candidatos à presidência do Movimento Democrático de Moçambique, foi acusado por José Domingos, também candidato à liderança do “galo”, de pertencer ainda ao Partido de Convenção Nacional (PNC).

Na sequência da acusação, Lutero Simango veio a público para negar que não faz parte de um outro partido a não ser Movimento Democrático de Moçambique.

Apesar da sua defesa, os apoiantes de José Domingos não acreditam nos seus fundamentos e acreditam que Lutero Simango ainda tem vínculo com um outro partido fora do MDM.

Assim, os apoiantes de José Domingos exigem que Simango apresente publicamente provas que confirmem que não é membro de outro partido.

Segundo o adjunto mandatário da candidatura de José Manuel Domingos, Vasco Francisco, a saída de Lutero Simango do Partido de Convenção Nacional seria comprovada pela devida publicação no Boletim da República, o que não aconteceu.

“Queremos convidar o cidadão Lutero Simango a demonstrar devidamente que as nossas alegações não constituem verdade”, disse Vasco Francisco.

“Não queremos correr o risco de sermos um partido impedido de participar dos processos democráticos do país por violar o número 2 do artigo 74 da Assembleia da República, que advoga que a estrutura, composição e funcionamento dos partidos políticos devem ser democráticos”, afirmou Vasco Francisco.

Para além de José Domingos e Lutero Simango, a presidência ao Movimento Democrático de Moçambique é disputada por Silvério Ronguane.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos