O País – A verdade como notícia

Medo e tensão marcam eleições na República Centro-Africana

Decorreram ontem as eleições na República Centro-Africana sob um clima de tensão e medo. As forças da ONU dizem ter repelido grupos rebeldes em duas cidades.

Apesar dos apelos da coligação dos partidos da oposição para que as eleições fossem adiadas, as mesmas decorreram este domingo sob um clima de medo. Bangui, capital da República Centro-Africana, foi a cidade que registou relativamente maior afluência de eleitores, devido à forte presença dos militares do Ruanda e das Nações Unidas.

Em cidades como Bria e Paoua, as forças da missão da paz da ONU afirmam ter repelido com sucesso grupos rebeldes, permitindo que a votação ocorresse normalmente.

Os rebeldes liderados pelo ex-presidente François Bozizé ameaçam tomar de assalto Bangui e têm exigido um governo de transição naquele país. Alguns eleitores relataram distúrbios e tiroteios em Bambari, cidade sob o controlo dos rebeldes.

O principal líder da oposição, Anicet Dologuele, acredita que mais da metade dos eleitores registados não exerceram o seu direito. Actualmente, o governo do presidente Touadera controla somente uma fracção do território nacional.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos