O País – A verdade como notícia

Médicos nigerianos suspendem greve de dois meses

Foto: Noticias ao Minuto

O presidente da Associação Nacional de Médicos Residentes (NARD), da Nigéria, Dare Ishaya, disse que os médicos irão retomar as atividades nesta quarta-feira, depois de “terem alcançado alguns resultados positivos” nas negociações com o Governo.

O Sindicato dos Médicos da Nigéria disse que supõe que está a dar ao Governo outra oportunidade para satisfazer as suas exigências.

A greve, levada a cabo por médicos residentes que estão a treinar para serem especialistas, quase paralisou o sector da saúde do país. Os médicos manifestantes dos hospitais públicos suspenderam a sua acção laboral em dois meses.

Os manifestantes retiraram os seus serviços devido a queixas sobre salários e subsídios deficientes, bem como a uma falta de cobertura de seguro.

Para muitos nigerianos, o anúncio da suspensão da greve dos médicos virá como um grande alívio, mas as pessoas poderão ter de esperar mais alguns dias.

A Associação Nacional de Médicos Residentes disse que todos os seus membros estarão de volta ao serviço na quarta-feira. Isto deverá permitir que aqueles que viajaram para longe do seu local de trabalho possam regressar.

A suspensão da greve segue-se à intervenção da direcção da Associação Médica Nigeriana, o corpo de guarda-chuva de todos os médicos. Afirmou que irá ajudar os médicos residentes a pressionarem para a resolução das suas queixas junto do Governo.

Um tribunal de arbitragem na capital tinha ordenado aos médicos que voltassem ao trabalho há duas semanas, mas os médicos recorreram da sentença.

O Governo tinha ameaçado castigá-los se não voltassem ao serviço. Pretende impor contra eles uma política de trabalho não remunerado e empregar novos médicos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos