O País – A verdade como notícia

MDN garante regresso massivo de deslocados às zonas de origem ainda neste 1º semestre

Foto: O País

Grande parte da população deslocada das suas comunidades devido ao terrorismo, em Cabo Delgado, poderá regressar às zonas de origem, até ao fim do primeiro semestre deste ano, garante o ministro da Defesa Nacional. Cristóvão Chume diz que os terroristas estão enfraquecidos, por isso não tem havido ataques nos últimos dias.

A segurança está a melhorar progressivamente em alguns distritos assolados pelo terrorismo em Cabo Delgado e nas zonas onde há relatos de ataques armados em Niassa, garante o titular da pasta da Defesa Nacional.

Cristóvão Chume disse hoje, na Cidade de Maputo, que a melhoria da segurança resulta da perseguição ao inimigo pelas Forças Conjuntas de Moçambique, SADC e Ruanda.

“Nós temos tido o controlo das zonas por onde circulam e, nos últimos dias, temos vindo a cortar o contacto entre vários grupos que se dividiram e, como resultado, temos vindo a capturar muitos terroristas. Mas, ainda continuam desafios naturalmente, que visam paralisar todo o tipo de acções dos terroristas. De modo geral, o que posso partilhar convosco é que a segurança melhorou bastante em todo o Teatro Operacional Norte, incluindo em Niassa, onde não se registam, nos últimos dias, ataques, ou seja, nenhuma actividade terrorista”, garantiu Chume.

O ministro, que também já esteve no Teatro Operacional Norte, assegura que, até ao fim deste semestre, as populações deslocadas poderão regressar às zonas que abandonaram por conta do terrorismo.

“Nós estamos a trabalhar a nível do Governo numa estratégia, digamos global, que permite que, nas zonas onde há efectivamente segurança, a população comece a regressar. É claro que, em termos de timing, não vou falar aqui, porque há outras áreas que estão a preparar-se nesse sentido. Mas, acredito que, neste primeiro semestre, vamos notar algum regresso massivo da população às zonas actualmente seguras”.

Cristóvão Chume falava esta quinta-feira, instantes depois da cerimónia de empossamento de novos dirigentes das Forças Armadas de Defesa de Moçambique.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos