O País – A verdade como notícia

MDM vai solicitar auditoria ao STAE e ao fornecedor de material eleitoral

A comissão política do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) diz que os órgãos de administração eleitoral manipularam e desorganizaram o processo, desde o recenseamento, até a votação, incluindo o apuramento. Estes factos foram levantados hoje na sessão ordinária da comissão política do MDM.
 
O órgão diz constatar igualmente, que foram usados boletins de voto pré-votados, fora do circuito dos órgãos de administração eleitoral; houve enchimento de urnas e emissão de boletins de votos não classificados; houve falsificação de editais, bem como a presença de observadores fantasma.
 
Pelas alegações, a Comissão Política do MDM deliberou "solicitar uma auditoria ao fornecedor do material eleitoral, bem como ao STAE; instar a PGR  para a investigação e responsabilização dos implicados".

Assim, o partido considerou nulo e sem efeitos, os resultados do presente pleito.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos