O País – A verdade como notícia

MDM diz que défice orçamental para eleições deve-se à falta planificação do Governo

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) é de opinião que o défice orçamental para as próximas eleições, gerais agendadas para Outubro deste ano, é o resultado de uma falta de planificação do Governo e uma estratégia para adiar o escrutínio.

“Em um país organizado e competente as eleições acontecem de cinco em cinco anos, não faz sentido que hoje aparece o Governo a dizer que não há dinheiro para eleições”, disse Domingos Manuel acrescentando que o problema não é de falta de fundos mas sim de organização.

O Secretário-geral do MDM falava à imprensa a margem de uma reunião de  quadros do seu partido nesta sexta-feira, com objectivo de preparar as eleições gerais.

Questionado sobre se Daviz Simango voltará à concorrer a presidente da República, Domingos José foi cauteloso na sua resposta.

“Somos tantos candidatos até então e a reunião magna irá decidir quem será. Exortamos para que saibam escolher e saibam ver os momentos”, acrescentou

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos