O País – A verdade como notícia

Mau tempo destrói muralha de proteção do mar provocando erosão acentuada na marginal

Em resultado dos ventos fortes que se fizeram sentir na tarde da última segunda-feira, na cidade e província de Maputo, parte da barreira de proteção da praia da Costa do Sol ficou parcialmente destruída, afetando o passeio dos parques de estacionamento.

Esta quarta-feira, o empreiteiro da obra a empresa China Road and Bridge corporation CRBC, visitou o local e fez avaliação dos estragos provocados. Sem gravar entrevista, um dos engenheiros explicou no local que foi usada na obra material de qualidade para construção da muralha e da própria estrada. Segundo a fonte, a conjugação de factores dentre eles as mudanças climáticas podem estar por detrás da destruição. Um cenário que segundo a fonte, poderá agravar-se nos próximos tempos tendo em conta a retirada dos mangais que deram lugar às construções.

Este, não foi o único local afectado pelo mau tempo, para quem sai da cidade com destino a praia da costa sol, encontramos igualmente uma muralha destruída pela força das águas.

Em conversa telefónica o ambientalista Carlos Serra, considerou que a circular está em perigo, e recomenda uma intervenção urgente, que passa pela reconstrução de dunas e plantação de vegetação ao redor.
Com cerca de quatro anos de existência, a obra está sob gestão da Administração Nacional de Estrada e foi executada pelo empresa China Road and Bridge corporation CRBC.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos