O País – A verdade como notícia

Matola reúne empresários para explorar oportunidades

Foto: O País

O Município da Matola realizou esta quarta-feira o seu primeiro fórum empresarial, centrado na transição digital para melhoria do ambiente de negócios, e busca oportunidades para alavancar o sector do turismo.

Na sala onde se discutem oportunidades de negócios na autarquia da Matola, estavam empresários que actuam em diferentes sectores económicos e dirigentes políticos a vários níveis no Município e Província de Maputo.

Calisto Cossa considerou que debater sobre a transição digital e melhoria do ambiente de negócios no turismo é criar pontes para o desenvolvimento inclusivo.

“Temos a certeza de que a utilização das tecnologias de informação e comunicação na nossa população visa adequar o controlo e maior fidelidade às informações relacionadas com a nossa administração, mas também queremos garantir uma maior gestão do nosso solo urbano”, afirmou Calisto Cossa.

Mais de mil estâncias turísticas fecharam temporariamente na Província de Maputo, durante a pandemia da COVID-19 e, como consequência, 1.500 pessoas ficaram sem emprego.

O governador da Província de Maputo, Júlio Parruque, quer homens de negócio mais interventivos. “Ao Município, que está a e vai fazer e deve fazer melhor a sua parte, e aos parceiros do sector privado recomendamos que apostem vivamente neste domínio, e é assim que a Matola será uma Cidade smart, que melhor serve todos e de forma integrada”, concluiu o dirigente, que orientou a sessão de abertura daquele evento.

No fórum empresarial, o Fundo de Patrocínio do Abastecimento de Água (FIPAG) e o Município da Matola assinaram um memorando de entendimento, visando melhorar o acesso à água e aos níveis de cobertura num período de dois anos, num investimento de 50 milhões de Meticais, segundo deu a conhecer Castigo Álvaro, que falava em representação do FIPAG.

“Os desafios crescentes no abastecimento de água, na região Metropolitana do Grande Maputo, são susceptíveis a que se encontrem outros mecanismos de gestão, entre as quais a participação das comunidades”, afiançou Castigo Álvaro.

O fórum empresarial é realizado no contexto das celebrações dos 50 anos da elevação de Matola à categoria de cidade e têm sido marcadas pela inauguração de várias infra-estruturas de interesse público e económico.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos