O País – A verdade como notícia

Marcelo Rebelo de Sousa volta a Moçambique em Agosto deste ano

Foto: O País

O Presidente de Portugal voltará a visitar Moçambique em Agosto deste ano, para a reinauguração da Catedral Velha, em reabilitação, na cidade de Quelimane, na Zambézia. Marcelo Rebelo de Sousa disse que, nessa altura, poderá escalar as zonas de combate ao terrorismo em Cabo Delgado.

O encontro com a comunidade portuguesa foi a última agenda da visita de quatro dias que Marcelo Rebelo de Sousa efectuou ao país. Mas, ainda em solo moçambicano, o Estadista português fez saber quando será a próxima vinda à sua segunda casa.

“Estarei de volta a Moçambique a convite de instituições ligadas à Diocese de Quelimane para a reinauguração da Catedral Velha, o que me permite percorrer outros caminhos aqui, em Moçambique. Quem sabe ir, com o Presidente Nyusi, a Cabo Delgado”, revelou Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente de Portugal.

E por falar em Cabo Delgado, o Chefe de Estado português reiterou que a guerra entre Rússia e Ucrânia não vai afectar o apoio no combate ao terrorismo. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Significa melhor empenhamento na nossa cooperação, relativamente às Forças Armadas moçambicanas. Não! Obviamente, não! São coisas completamente diferentes”, esclareceu Rebelo de Sousa, acrescentando que a cooperação bilateral entre os dois países existe desde os anos 90 e sempre existirá.

“A nossa cooperação relativamente ao combate ao terrorismo em Cabo Delgado, no quadro europeu, existe, vai continuar a existir enquanto o Governo moçambicano, no exercício da sua soberania, entender que assim é que deve ser”, explicou Rebelo de Sousa.

Além da componente militar, Rebelo de Sousa destacou a intervenção dos portugueses em diferentes áreas sociais. “Estão com os deslocados de Cabo Delgado, as vítimas dos ciclones. Estão presentes. Estão operacionais. Como estivemos na cooperação sanitária, no pico da vaga em Portugal, nós colaboramos com o material sanitário, vacinas e aquilo que era necessário e fundamental para Moçambique”, apontou o Presidente de Portugal.

Excelente! Foi a forma como Marcelo Rebelo de Sousa classificou as relações bilaterais com Moçambique, em todos os domínios.

E, no fim, De Sousa não esqueceu aquilo de que gosta – tirar fotos e espalhar abraços e beijinhos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos