O País – A verdade como notícia

Maputo acolhe Afrobasket feminino de sub-18

É oficial! Maputo acolhe, de 29 de Julho a 5 de Agosto, o Campeonato Africano de basquetebol feminino na categoria sub-18.

Esta será a segunda vez que o país irá sedear o certame depois de, em 1996, haver sido palco da competição na qual perdeu na final diante do Mali, por 80-69.

Na prova, que fará desfilar na catedral os melhores “teams” da categoria sub-18, Moçambique há fortes ambições de, finalmente, açambarcar a medalha de ouro.
Pudera, a selecção nacional é uma força nesta categoria pois, feitas as contas, contabiliza duas medalhas de prata e cinco de bronze.

Há dois anos, no Cairo, Egipto, o combinado nacional conquistou a medalha de bronze após vencer Angola (56-43) no jogo de atribuição do terceiro lugar.  

O conjunto, na altura orientado pelo interventivo Leonel “Mabê” Manhique, controlou todos os quartos com os parciais de 13-7, 14-9, 10-11 e 19-16.  

Sílvia Veloso, base armadora que agora evoluiu no Seward County Community College, foi a melhor marcadora com uma média de 16.3 pontos/jogo, seguida da maliana Salimatou Kourouma com 14.3 pontos/jogos.

Faziam parte desta selecção as atletas Delma Zita, Madina Camara, Carla Covane, Iolanda Francisco, Verónica Salifu, Bruna Argélio, Shelsea Rafael, Cariana Mariamo, Agnes Chemane e Stela Jone e Zélia Banquim.
Joias, nesta altura, há para atacar África. Em Portugal, há uma Chanaya Pinto que está a fazer uma época irrepreensível. De resto, a “rookie” no Afrobasket 2017 do Mali está na final da Liga Feminina de basquetebol de Portugal, tendo estado em destaque no jogo um do "play-off" das meias-finais no qual contabilizou 14 pontos na vitória do Quinta dos Lombos diante do Benfica, por 73-68.  
Outrossim, temos Carla Budane, jogadora do Algés de Portugal que ano passado representou Moçambique na 4ª edição do Basketball Without Borders Global (BWB Global), em Los Angeles, EUA.

Carla Budane foi eleita, em 2017, em Joanesburgo, África do Sul, Jogadora Mais Valiosa do All Star Game (All Star Game MVP).

Há outro talento que poderá conferir maior qualidade a selecção nacional nesta competição: Ester Gomes, jogadora que foi indicada ano passado Melhor Jogadora do Campo (Camp MVP).

SETE MEDALHAS NA CONTA
Feitas as contas, Moçambique contabiliza sete medalhas (duas prata e cinco de bronze) nesta competição continental na categoria sub-18.

Em 1985, em Acra, Gana, a selecção nacional ficou em segundo lugar apos perder na final com Angola, posição que voltaria a ocupar em 1996, numa prova realizada no pavilhão do Maxaquene.

Seguiu-se o terceiro lugar em 2004, em Bem Arous, na Tunísia, numa competição em que a selecção nacional derrotou Angola ( 62-37) no jogo de atribuição do terceiro lugar.

Em 2008, em Radès, novamente na Tunísia, Moçambique bateu a Nigéria por 69-63 e açambarcou a medalha de bronze. Finalmente, em 2010, no Cairo, Egipto, a selecção nacional voltou a conquistar a medalha de bronze apos vencer ao Mali, por 61-48.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos