O País – A verdade como notícia

MANKEW descansa em Marracuene

Foram hoje a enterrar, no cemitério familiar, em Marracuene, os restos mortais do artista plástico Mankew, que perdeu a vida esta terça-feira, em casa, no Bairro Xipamanine, na Cidade de Maputo, vítima de doença.

A última homenagem ao artista, com corpo presente, teve lugar na sua residência. Depois, seguiu-se a deslocação a Marracuene, onde se procedeu ao enterro do Mestre das artes plásticas nacionais.

Presente na cerimónia de despedida, a Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, referiu que “perdemos um artista de qualidades inestimáveis. O Pintor Mankew é e será inspiração para muitos jovens artistas moçambicanos. Através de suas obras expostas em museus, instituições públicas, privadas e casas particulares, o mestre Mankew será sempre lembrado através dos seus trabalhos. Vénia ao Mankew por ter deixado a sua marca na cultura nacional, mas sobretudo por ter feito parte de uma geração de artistas que contribuiu para a consolidade da arte moderna em Moçambique”.

Durante o seu percurso, o artista plástico levantou a bandeira de Moçambique pelo mundo fora, e fez várias exposições individuais e colectivas a nível nacional. A sua última exposição colectiva é “Tempos & Percursos em 3D” que se vai estender durante todo mês de Setembro, em sua homenagem. A mostra está patente no Museu Nacional de Arte, em Maputo.

Fonte: MICULTUR

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos