O País – A verdade como notícia

Manifestantes enfrentam chuva em Glasgow para exigir acção climática

Foto: Notícias ao Minuto

A chuva miudinha que começou logo pela manhã em Glasgow não intimidou milhares de pessoas a juntarem-se à manifestação convocada por uma série de grupos e organizações para um Dia Mundial de Ação contra as alterações climáticas.

Os organizadores da manifestação, a Coligação COP26, esperam que entre 50.000 a 100.000 marchem pelas ruas de Glasgow, onde decorre a 26.ª conferência do clima das Nações Unidas (COP26), e milhões se manifestem em outras cidades do mundo.

O desfile começou em Kelvingrove Park, organizado numa série de blocos de grupos que defendem a “justiça climática”, como comunidades indígenas, activistas anti-racismo, agricultores, juventude, sindicatos e partidos políticos, e atravessou a cidade, vigiada por um grande dispositivo policial.

Colorida e barulhenta, animada por música e grupos de percussão, palavras de ordem, faixas e posters, a manifestação pretende ser uma intimação aos líderes políticos que participam na COP26, onde devem tomar decisões para cumprir o Acordo de Paris e limitar o aquecimento global, escreve o Notícias ao Minuto.

A COP26 decorre seis anos após o Acordo de Paris, que estabeleceu como meta limitar o aumento da temperatura média global do planeta entre 1,5 e 2 graus celsius acima dos valores da época pré-industrial.

Apesar dos compromissos assumidos, as concentrações de gases com efeito de estufa atingiram níveis recorde em 2020, mesmo com a desaceleração económica provocada pela pandemia de COVID-19, segundo a ONU, que estima que ao actual ritmo de emissões, as temperaturas serão no final do século superiores em 2,7 ºC.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos