O País – A verdade como notícia

Manica precisa de 20 milhões de meticais para acções de combate à COVID-19

O governo da província de Manica estima em 20 milhões de meticais o valor necessário para levar a cabo acções de prevenção contra o Coronavírus. De acordo com a AIM, as necessidades foram anunciadas na segunda-feira durante a reunião provincial de monitoria e avaliação das acções de combate à COVID-19. 

Segundo as autoridades locais, o valor será aplicado durante o período de estado de emergência em curso, financiando medidas de prevenção que incluem o uso obrigatório de máscaras nos transportes público de passageiros, lavagem constante das mãos, desinfecção e higienização das viaturas, distanciamento social, entre outras. 

Manica precisa de 20 milhões de meticais para acções de combate à COVID-19 “São várias acções que temos no nosso cronograma de actividades durante este período de emergência. Necessitamos de cerca de 20 milhões de meticais para a materialização das actividades em todos os 12 distritos da província’, disse Augusto Alexandre, delegado provincial do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) em Manica. 

O secretário de Estado em Manica, Edson Macuácua, que dirigiu o evento saudou o trabalho desenvolvido por todas instituições públicas, privadas, parceiros e representantes da sociedade civil que trabalham na mitigação do novo Coronavírus. Exortou igualmente a todos os sectores a sensibilizarem as pessoas para ficarem em casa e só saírem à rua em caso de extrema necessidade. 

“Todos os sectores devem prestar maior atenção para as zonas fronteiriças com o maior envolvimento das autoridades comunitárias, usando as línguas locais, fiscalizar os mercados, barracas e os transportes colectivos”. 

A operacionalização dos comités locais de emergência e massificação do uso de máscaras de protecção de fabrico local são outras medidas recomendadas pelo secretário de Estado. Em todos os distritos da província de Manica, são várias as acções em curso para conter a propagação da doença que já provocou a morte de 220 mil de pessoas no mundo inteiro, desde a sua eclosão na China, em Dezembro do ano passado.

Em Moçambique já foram identificados 81 casos mas, felizmente, ainda na há registo De óbitos. 
A desinfecção de pessoas, viaturas, locais públicos, uso de máscaras, distanciamento social são algumas medidas para a mitigação da doença.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos