O País – A verdade como notícia

Manica com menos afluência aos postos de recenseamento

A situação poderá comprometer as metas, mesmo depois de inicialmente ter-se registado uma adesão que satisfaz aos dirigentes dos órgãos eleitorais. O presidente da CNE, Abdul Carimo, esteve recentemente em Manica a monitorar o processo de recenseamento

A redução da afluência aos postos de recenseamento resulta do facto de, nos primeiros dias, ter havido cortes de corrente eléctrica, o que fez com que as pessoas desistissem de se inscrever, tal como explicou o director provincial do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) em Manica, Luciano José, que lamenta o facto.

Para contornar a situação, os órgãos eleitorais estão a intensificar nas comunidades as campanhas de educação cívica, que segundo avançou, para o seu reforço foi alocada uma unidade móvel que promove actividades culturais que atraem pessoas, e nessas ocasiões são difundidas mensagens de educação cívica.

“Queremos acreditar que nos próximos dias os números irão subir e fazendo com que acreditemos que cumpramos a meta de 452.402 de eleitores”, disse José, ressalvando que “não estamos a fazer recenseamento eleitoral para apenas cumprir com as metas. Entretanto, em alguns distritos já cumprimos com as metas. É o caso do distrito de Báruè, que inscreveu 150 por cento de eleitores. Esses distritos continuam a inscrever, tendo em conta que temos a pretensão de inscrever todo o cidadão eleitor de modo que tenha o direito de eleger e ser eleito”.

Para já, os números apontam para mais de 218 mil cidadãos inscritos.

“Estes números são satisfatórios, pois até ao dia 4 de Maio corrente, Manica já inscreveu 218.222 eleitores, o que corresponde a uma execução na ordem de 48.24 por cento”, disse Luciano José, director provincial do STAE em Manica, quando chamado a fazer o balanço, esta segunda-feira, do recenseamento.

Lembre-se que o recenseamento eleitoral termina a 30 de Maio corrente, depois de ter arrancado no dia 15 de Abril. Inicialmente, o processo estava marcado para iniciar a 1 de Abril, mas devido ao ciclone Idai, que abalou o centro do país, incluindo Manica, acabou sendo adiado.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos