O País – A verdade como notícia

Mambas querem vencer Guiné pelas vítimas do IDAI

Já lá vão alguns dias que muitos concidadãos moçambicanos encontram-se em situação crítica no Centro do país, com destaque para a cidade da Beira, onde as destruições chegam a atingir proporções alarmantes. Esta situação não passou ao lado da sensibilidade da comitiva dos Mambas, que esteve recentemente na vizinha África do Sul a realizar um estágio pré-competitivo com vista ao jogo de sábado, diante da Guiné-Bissau, referente à última jornada do grupo K de qualificação ao CAN do Egipto, em Junho e Julho deste ano.

Assim, em conferência de imprensa, o seleccionador nacional deixou ficar uma mensagem de conforto aos moçambicanos afectados na região centro, bem como deixou um apelo aos restantes moçambicanos para que ajudem os concidadãos em sofrimento. “Estamos de volta ao país com uma tristeza em relação aos acontecimentos no país, mais concretamente na zona Centro, particularmente na cidade da Beira e queremos dizer que estamos bastante sensibilizados. Por isso queremos deixar um apelo aos moçambicanos para que se juntem à causa e que consigam ajudar e apoiar porque é extremamente importante neste momento de sofrimento”, apelou Abel Xavier.

O apelo deixado pelo seleccionador nacional estende-se aos próprios jogadores, que devem assumir o compromisso de tudo fazer para dar alegria e um sorriso aos moçambicanos, no jogo de sábado, diante da Guiné-Bissau. E Abel Xavier promete que os mesmos deixarão tudo em campo, por forma a conseguir um bom resultado que garanta a passagem à fase final do Campeonato Africano das Nações, prova a ter lugar em Junho e Julho, no Egipto. “Da nossa parte, selecção nacional, que é povo, nós sentimos o momento e vamos fazer a nossa parte, pois temos estado a procurar integrar o futebol na sociedade e a sociedade no futebol e portanto estamos a trabalhar para o objectivo muito importante para o país”, começou por dizer Xavier para depois acrescentar que “nós vamos jogar pelo país, vamos jogar por Beira e vamos jogar por nós. Esta é a nossa manifestação profunda porque a situação está nos nossos corações, nos nossos pensamentos e vamos transformar isso com um valor muito elevado e motivacional, também, para devolver alegria ao povo”, enfatizou o seleccionador nacional.

Para que esse objectivo seja atingido, a equipa técnica quer ver um grupo coeso nesta derradeira semana de trabalhos, onde as sessões vão decorrer até próxima quinta-feira, dia de partida para Bissau.

O conjunto moçambicano está obrigado a vencer a Guine Bissau para se qualificar para o CAN, algo que não acontece desde Angola-2010. O jogo está marcado para o dia 23 e tem início previsto para as 16:30 horas de Maputo.

A Guiné-Bissau lidera o grupo K com 8 pontos, os mesmos da Namíbia. Moçambique contabiliza 7 e Zâmbia, já sem hipóteses de apuramento, soma 4 pontos. A convocatória final dos jogadores que vão a Bissau será conhecida esta quinta-feira, devendo sair da lista abaixo.

Guarda-redes: Guirrugo (Incomáti), Leonel (Songo) e Vítor (Costa do Sol).

Defesas: Zainadine Júnior (Marítimo, Portugal), Agenor (Songo), Chico (Ferroviário de Maputo), Mexer (Rennes, França), Ifren (Songo), Reinildo (Lille, França), Jeitoso (Ferroviário de Maputo), Edmilson (Cape Town City, África do Sul), Jorge (Costa do Sol), Mambucho (Ferroviário da Beira) e Manucho (Costa do Sol).

Médios: Amadou (Songo), Cremildo (Songo), Cambala (Songo), Witi (Nacional, Portugal), Nené (Costa do Sol), Nilton (Costa do Sol), Geraldo (Amora), Dominguês (Bidvest, África do Sul), Jimmy (Songo), Nelson (Costa do Sol) e Raul (Costa do Sol).

Avançados: Dayo (Ferroviário da Beira), Isac (Costa do Sol), Luís Miquissone (Songo), Maninho (Ferroviário da Beira), Telinho (Songo), Reginaldo (Laçi FK, Albânia) e Ratifo (Pforzheim, Alemanha).

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos