O País – A verdade como notícia

Mambas mais cotados do Torneio de Nouakchott

Fotos: ATM/CAF

Os Mambas estão com cotação elevada em termos de valor de mercado dos jogadores que estiveram presentes no Torneio Internacional de Nouakchott, se comparado com os seus adversários, nomeadamente Níger, Mauritânia e Líbia. Os jogadores moçambicanos equivalem a 17.925.000 de Euros (dezassete milhões e novecentos e vinte e cinco mil Euros). Reinildo Mandava é o jogador mais valioso de todos que disputaram a prova da capital mauritana.

Os 21 jogadores chamados por Chiquinho Conde para o Torneio Internacional de Nouakchott são mais valiosos que os jogadores do Níger, Mauritânia e Líbia, que fizeram parte da prova inserida na Data-FIFA.

O mais valioso no mercado, dos jogadores moçambicanos é Reinildo Mandava, avaliado em 15 milhões de Euros, seguido de Mexer, que vale um milhão de Euros. Os restantes estão cotados abaixo do valor de Mexer, com destaque para Geny Catamo, que vale 800 mil Euros, Clésio Baúque e Luís Miquissone, a valerem 300 mil Euros cada um, Telinho, com passe a custar 150 mil Euros e Domingues, capitão cuja cotação no mercado a chegar aos 75 mil Euros.

Estes jogadores todos avaliados dão uma cotação de 17 milhões, novecentos e vinte cinco mil Euros, aproximadamente a 1.264.557.664 de Meticais (mil milhões, duzentos e sessenta e quatro milhões, quinhentos e cinquenta e sete mil, seiscentos e sessenta e quatro Meticais).

Os restantes jogadores moçambicanos, principalmente os que actuam internamente, não foram avaliados pelo transfermarker, o maior site de avaliação do mercado de jogadores. Dos que actuam fora de portas, os valores do mercado de Gildo Vilankulo e Amadou, este último transferido recentemente para África do Sul, não foram avaliados.

Nesta avaliação não estão cotados os três jogadores que devido a problemas diversos estiveram ausentes, nomeadamente Witi Quembo, cujo passe vale 400 mil Euros, Zainadine Jr., avaliado em 300 mil Euros, e Reginaldo Faite, com valor de mercado de 175 mil Euros.

Do lado da Líbia, última selecção a aterrar em solo mauritano, o seu valor global é de 14.550.000 Euros (catorze milhões e quinhentos e cinquenta mil Euros), pouco mais de 1.026.461.033 de Meticais (mil milhão, vinte e seis milhões, quatrocentos e sessenta e um mil e trinta e três Meticais). O maior activo da selecção líbia é Al Musrati que vale 12 milhões de Euros, seguido de Muaid Ellafi, que custa um milhão. Outros três têm valores de 150 mil e 650 mil Euros.

Na selecção da Líbia em Nouakchott não estiveram outros activos casos de Hamdou Elhouni, que tem o passe avaliado em 1.200.000 Euros e Abdussalam Tubal, avaliado em 425 mil Euros.

 

MAURITÂNIA E NÍGER COM ACTIVOS MAIS REDUZIDOS

Depois dos Mambas e dos líbios, segue nesta avaliação da transfermarker a selecção anfitriã, com quase todos jogadores avaliados, à execepção de cinco atletas que estiveram a disputar o Torneio Internacional de Nouakchott.

Os restantes 20 jogadores avaliados estão avaliados em 3.975.000 Euros (três milhões, novecentos e setenta e cinco mil Euros), o equivalente a 280.424.921 de Meticais (duzentos e oitenta milhões, quatrocentos e vinte e quatro mil e novecentos e vinte e um Meticais).

Destes jogadores, Suleymane Doukara, que curiosamente só entrou aos 62 minutos diante dos Mambas, é que tem o maior passe, e chega a custar 2.200.000 de Euros (dois milhões e duzentos mil Euros). A este jogador que actua no Giresunspor da Turquia, segue-se Pape Ibnou Ba, avaliado em um milhão de Euros (pouco mais de 70 milhões e 540 mil Meticais).

A sua maior estrela, Aboubakar Kamara, que tem o passe avaliado em 3.500.000 de Euros (três milhões e quinhentos mil Euros), não esteve presente no Torneio de Nouakchott.

Finalmente o combinado do Níger, primeiro adversário de Moçambique no torneio, pelo menos nos jogadores avaliados pelo transfermarker, vale um milhão e oitocentos e cinquenta mil Euros (1.850.000 Euros), equivalente a 130.512.227 Meticais (cento e trinta milhões, quinhentos e doze mil e duzentos e vinte e sete Meticais).

Os seus jogadores não têm passes elevados e nenhum deles chega a custar acima de um milhão de Euros, sendo Najeeb Yajubu, avaliado em 900.000 Euros o único mais valioso.

As quatro selecções presentes no Torneio Internacional de Nouakchott estavam, a preparar os embates de Junho próximo, de qualificação ao Campeonato Africano das Nações, que terá lugar próximo ano na Costa do Marfim.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos