O País – A verdade como notícia

Mambas já preparam veneno para malgaxes

Depois do empate a duas bolas em Antananarivo, no passado domingo, diante do Madagáscar, que abre boas perspectivas para a passagem a última eliminatória de acesso ao CAN-Interno, os Mambas regressaram ao solo pátrio para preparar a segunda mão. Esta terça-feira, no Estádio Nacional do Zimpeto, local que vai acolher o jogo de domingo, os 23 jogadores convocados fizeram-se presentes para o primeiro treino semanal.

Entretanto, Abel Xavier preferiu poupar os jogadores nesta primeira sessão, priorizando um treino leve, de gestão de esforços, depois do jogo e da viagem. A sessão foi caracterizada por uma divisão do grupo de trabalho, com os titulares e os que entraram a substituir, a fazerem o treino mais ligeiro, enquanto os restantes que estiveram no banco e os que não viajaram, foram mais sacrificados. Mas para os próximos dias, a partir de hoje, quarta-feira, “com os dois grupos mais equilibrados, vamos dar mais intensidade ao ensaio de todos momentos do jogo”, segundo disse Abel Xavier.

 

Melhorar aspectos defensivos e transições para vencer o jogo

Aliás, os aspectos defensivos, bem como a finalização, serão a prioridade para ultrapassar os malgaxes. O seleccionador nacional refere que com o conhecimento que tem dos malgaxes, é preciso melhorar os aspectos de organização, sobretudo os “defensivos e simplificar ainda mais aquilo que é a nossa força, de jogo continuado e transições”, tendo em conta que o combinado nacional poderá ter maior domínio do jogo, já que joga em casa. Ainda assim, Xavier diz que é preciso ter respeito com este adversário.

Mas apesar de todos os aspectos e possíveis contrariedades que possam encontrar no jogo de domingo, a equipa técnica e os jogadores querem vencer e passar a eliminatória. Isto é, porque o combinado nacional já tem um conhecimento profundo do seu adversário, a todos mostram-se mais confiantes e determinantes na obtenção de um bom resultado.

Por exemplo, Abel Xavier diz que não há espaço para pensar em desforras, depois da derrota sofrida na Cosafa e o empate em Antananarivo. “O que nós queremos é ganhar o jogo e passar a eliminatória. Aquilo que temos que fazer é não facilitar”, diz Xavier que fala apenas em objectivos nesta eliminatória.

 

Jogadores confiantes na vitória

Já os jogadores Sonito e Loló também defendem que o jogo é para vencer, mesmo sabendo das dificuldades que vão encontrar.

“Esta é uma selecção muito forte e que temos muito respeito, mas nós estamos muito confiantes no trabalho que a gente faz e achamos que somos capazes de sair daqui com um bom resultado”, disse o capitão Sonito, que acrescentou que o grupo está recuperado e pronto para os trabalhos, pensando apenas “num bom resultado para nós”.

Por seu turno, Loló, médio dos Mambas, diz que quanto aos aspectos psicológicos os jogadores estão motivados e “preparados para arrecadar um bom resultado” em casa. Ou seja, para Loló, o facto de se jogar em casa, perante o seu público, “é motivador”.

Para o jogo de domingo, Abel Xavier manteve os mesmos 23 jogadores convocados para o último jogo diante do Madagáscar.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos