O País – A verdade como notícia

Mambas fora do CAN-2019

Desilusão em Bissau. Drama. Trágico. Tristeza, mais uma para os moçambicanos num espaço de uma semana devido ao luto semeado pelo ciclone IDAI.
 

De resto, era para ser um jogo de homenagem às vítimas de ciclone IDAI com uma vitória dos Mambas e consequente qualificação ao Campeonato Africano das Nações nove anos depois.

Nem mesmo o calor e solidariedade dos guineenses, manifestada logo à chegada no Aeroporto, foram suficientes para colocar Moçambique na fina-flor do futebol africano.   Os djurtus adiantaram-se no marcador aos 12 minutos com um golo apontado por Piqueti, que aproveitou a distração e falta de comunicação da defensiva moçambicana.

Os Mambas reagiram muito bem a desvantagem. Reginaldo, na sequência de um canto com a bola a sobrar para o avançado, rematou forte com um defensor da Guiné-Bissau a evitar o pior.

A selecção nacional de futebol dominava. Tinha maior posse de bola, mas não conseguia chegar ao golo. Com o um a zero, foi-se ao intervalo.

Aos quatro minutos da segunda parte, num lance longo, Ratifo ganhou terreno e bateu o guarda-redes Jonas, relançando, desta forma, as esperanças de apuramento ao CAN-2019.

E, aos 89 minutos, Nelson Divrassone, saído do banco, colocou os Mambas no CAN-2019. Alegria dos moçambicanos, estes que bem precisam de um sorriso em momento trágico devido aos estragos provocados pelo ciclone IDAI.

Mas, tal como no jogo da primeira “mão”, os Mambas sofreram infantilmente o segundo golo já no período de compensação.
Mendy, avançado do Vitória FC, aos 90+4 minutos, fez o golo frustrou os moçambicanos.  Com este desfecho, a Guiné Bissau segue para a fase final da CAN juntamente com a Namíbia.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos