O País – A verdade como notícia

Mambas em Antananarivo para garantir passagem a fase seguinte

É já este domingo que os Mambas terão cartada difícil em Antananarivo, no embate diante do Madagáscar, referente a primeira mão da segunda eliminatória de acesso à fase final do Campeonato Africano das Nações para jogadores que disputam os campeonatos locais, ou simplesmente CAN-Interno.

Isentos da primeira eliminatória, os Mambas deslocam-se à capital malgaxe com intenções claras de arrancar um bom resultado que possibilite discutir a passagem em solo pátrio, no próximo dia 23 do mês corrente, em Maputo. O combinado nacional não disputou a primeira eliminatória em virtude da sua boa posição no ranking da FIFA, comparativamente às outras selecções da região.

A selecção do Madagáscar teve que ultrapassar a sua similar do Malawi com dois triunfos de uma bola sem resposta, tanto em casa como fora, elevando o agregado para 2-0.

Esta será a quarta vez que estas duas selecções se defrontam em confrontos directos, com o equilíbrio a ser a nota dominante. É que, em 2008, os dois conjuntos defrontaram duas vezes, para as eliminatórias ao Mundial de 2010, que teve lugar na vizinha África do Sul, com os Mambas a saírem-se bem. No jogo da primeira mão dessa eliminatória, os Mambas foram a Antananarivo empatar a uma bola, com Dário Monteiro a marcar aos 33 minutos, antes de Mamihasindrahona empatar em tempo de compensação, de grande penalidade.

No jogo de volta, os Mambas venceram por 3-0, no Estádio da Machava, com Tico Tico, Danito Paruque e Dominguês a marcarem os golos dos Mambas, numa altura em que era orientada por Mart Nooij. Depois, os Mambas entraram para a fase de grupos de qualificação ao CAN-2010, em Angola e ao Mundial do mesmo ano, na África do Sul, tendo garantido apenas o CAN de Angola, ficando a vaga do mundial para a Nigéria.

Desaire só na Cosafa

De lá para cá, as duas selecções só voltariam a defrontar-se em Junho deste ano, no dia 30, em partida do torneio da Cosafa, tendo os malgaxes goleado o conjunto moçambicano por claros 4-1. Abel Xavier e seus pares da equipa técnica tinham levado uma equipa secundária da que foi convocada para este embate, ou seja, a terceira selecção dos Mambas, se tomarmos em contrapartida que esta é a segunda selecção do nosso país, sendo a primeira a que integra jogadores que actuam, fora de portas.

Mas desta vez, tanto os jogadores como a equipa técnica, mostram-se confiantes na obtenção de um bom resultado, tanto em Antananarivo, como em Maputo, de modo a passar esta eliminatória e seguir para a última, onde vão defrontar o vencedor da eliminatória entre Angola e Maurícias.

Pelo que fomos acompanhando nos trabalhos de preparação com vista a esta partida, Abel Xavier não vai descurar dos potenciais titulares na selecção principal, bem como de outros tantos que se mostrem em melhores condições de entrar no onze inicial. Mas somente no dia do jogo é que Abel Xavier e seus adjuntos vão escolher o melhor onze para enfrentar esta Madagascar, em Antananarivo, próximo domingo.

Arbitragem comoriana

O quarteto de arbitragem que vai dirigir o jogo entre Madagáscar e Moçambique, este domingo, é proveniente das Ilhas Comores e será liderado por Ali Mohamed Adelaid, assistido por Soulaimane Amaldine e Mmadi Faissoil. O quarto árbitro será, o também comoriano, Soulaimane Ansudane.
O jogo terá lugar no Stade Municipal Mahamasina, na capital malgaxe Antananarivo.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos