O País – A verdade como notícia

Mambas e “Warriors” anulam-se

A selecção nacional de futebol empatou, esta quarta-feira, com a sua congénere do Zimbawe (0-0) em jogo da 1.ª jornada do grupo “B” do Torneio COSAFA. Os Mambas voltam a entrar em cena na sexta-feira, às 15h00, diante do colosso e convidado Senegal.

Primeira competição a sério de Luís Gonçalves, estreia absoluta do técnico português no campeonato da categoria do Conselho das Associações de Futebol da África Austral (COSAFA). Apostando num sistema 4x3x3, Luís Gonçalves procurava contrariar um adversário com força ao nível da região e historial na competição, não tivesse conquistado seis edições da COSAFA.

Neste duelo, Gonçalves apostou em Ernâni, Danilo, Martinho, Francisco Simbine, Cigano, Shaquile, Candinho, Abel Joshua, Melque, Estêvão Novela e Nilton.

O trio Melque, Êstevão Novela e Nilton tinha esta missão de criar os desequilíbrios na frente de ataque, mas os dois conjuntos anularam-se.

O seleccionador nacional ainda lançou para o encontro Salas (54’), Macaime (75’) e Vitinho (87’) para os ligares de Abel Joshua, Candinho e Melque, respectivamente, mas o resultado não se alterou.

Já os zimbwaweanos jogaram com Arubi, Amini, Mavhurume, Dzingai, Mucheto,  Tavengwa,  Sarupinda, Nyahwa, Jasper Band, Karuru e Matare.

Este foi o segundo duelo entre os “Mambas” e “Warriors” nesta competição nos últimos quatro anos, depois da vitória gorda do Zimbabwe (4-0) em 2017.

Os Mambas voltam a jogar na sexta-feira, às 12h00, diante do Senegal, conjunto que foi convidado para participar na 20ª edição da COSAFA.

É, à partida, um jogo de dificuldades acrescidas se se tiver em linha de conta o potencial dos senegalenses, 22º classificados no “ranking” da FIFA. Aliás, o Senegal é a selecção africana melhor cotada na tabela com 1542 pontos.

Em Port Elizabeth, é certo, não teremos Sadio Mane ou Idrissa Gueye, mas sim um grupo de jogadores jovens e ávidos em darem cartas nesta competição.

“Um convidado deve estar com fome quando vem à sua casa. Nós, definitivamente, estamos com fome”, disse Diatta ao sítio da COSAFA. E acresceu: “Gostamos deste tipo de situações, sermos convidados e depois lutarmos pela conquista do troféu. Não viemos como turistas, viemos para lutar e, acima de tudo, divertirmo-nos. Queremos mostrar que não importa os jogadores que trouxermos, vamos mostrar a imagem do Senegal. E no Senegal, o talento não é questão, temos tantos jogadores talentosos (na liga local)”, frisou.

Os vencedores de cada grupo e o melhor 2º classificado qualificam-se para as meias-finais desta competição. O regulamento de provas prevê ainda que, no caso de duas (ou mais) equipas terem o mesmo número de pontos, utilizam-se os seguintes critérios de desempate: 1. Diferença de golos. 2. Golos marcados”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos